Porto Alegre, quinta-feira, 17 de setembro de 2020.
Dia do Transportador Rodoviário de Carga.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quinta-feira, 17 de setembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Libertadores da América

- Publicada em 11h28min, 17/09/2020. Atualizada em 11h56min, 17/09/2020.

Grenal 427: jogo no Beira-Rio terá um peso maior que primeiro clássico da Libertadores em março

No primeiro confronto da libertadores, Arena foi palco de confronto com brigas e empate

No primeiro confronto da libertadores, Arena foi palco de confronto com brigas e empate


SILVIO AVILA/AFP/JC
Lourenço Marchesan
De todas as partidas de futebol adiadas em razão da pandemia do novo coronavírus, possivelmente, a disputa do segundo clássico Grenal pela Copa Libertadores é a mais aguardada pelos gaúchos. 
De todas as partidas de futebol adiadas em razão da pandemia do novo coronavírus, possivelmente, a disputa do segundo clássico Grenal pela Copa Libertadores é a mais aguardada pelos gaúchos. 
Após mais de cinco meses de espera desde a sua data original (8 de abril), na próxima quarta-feira (23), às 21h30min, no Beira-Rio, colorados e gremistas poderão assistir de casa ao reencontro dos rivais pela maior competição do continente.
Mesmo sem contar com o "ineditismo" do primeiro Grenal da Libertadores — foi a última vez que Grêmio e Internacional jogaram com torcida nos estádios —, a partida da semana que vem ganhou mais importância diante da perspectiva de classificação à próxima fase da competição.
A derrota por 2 a 0 contra a Universidad Católica colocou uma pressão maior no Tricolor. Caso haja um vencedor entre América de Cali x Católica, o outro confronto da 4ª rodada, o time de Renato Portaluppi precisará ganhar no Beira-Rio para não ser ultrapassado pelos colombianos ou chilenos.

Grenal 427: o peso de mais um clássico

{'nm_midia_inter_thumb1':'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/jpg/2020/09/17/206x137/1_whatsapp_image_2020_09_17_at_10_46_57-9140504.jpg', 'id_midia_tipo':'2', 'id_tetag_galer':'', 'id_midia':'5f63683debc1f', 'cd_midia':9140504, 'ds_midia_link': 'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/jpg/2020/09/17/whatsapp_image_2020_09_17_at_10_46_57-9140504.jpg', 'ds_midia': 'Rivais entrarão com times bem diferentes do Grenal do primeiro turno na Arena', 'ds_midia_credi': 'SILVIO AVILA/AFP/JC', 'ds_midia_titlo': 'Rivais entrarão com times bem diferentes do Grenal do primeiro turno na Arena', 'cd_tetag': '1', 'cd_midia_w': '800', 'cd_midia_h': '408', 'align': 'Left'}
Rivais entrarão em campo com times modificados em relação ao Grenal do 1º turno na Arena. Foto: Silvio Ávila/AFP
Não somente para as pretensões de cada um na Libertadores, mas Inter e Grêmio entrarão em campo cientes do peso deste clássico. Sem vencer o Grêmio há mais dois anos (última vitória colorada foi em 9 de setembro de 2018, em partida válida pelo Campeonato Brasileiro), o Inter poderá ficar bem perto da vaga para as oitavas de final se derrotar o Grêmio, o que tem sido uma "dor de cabeça" para Coudet. O treinador argentino já soma quatro Grenais na casamata vermelha, com três derrotas e um empate.
Pelo lado azul, o Grêmio ostenta uma invencibilidade de nove jogos sem perder para o rival. Na última vez que se encontraram, o Grêmio conquistou o segundo turno do Gauchão, com vitória de 2 a 0 na Arena.
Lesões recentes e suspensões decorrentes do Grenal 424, o primeiro da história pela Libertadores, desconfiguraram as equipes de Coudet e Renato. Apesar de Musto, Cuesta e Praxedes virarem opções depois de cumprirem suspensão, Chacho não terá os titulares Moisés e Edenilson, pelas expulsões na Arena, e Paolo Guerrero, que rompeu o ligamento do joelho direito e está fora da temporada.
Já Renato terá problemas no setor defensivo. A dupla titular da zaga, Geromel e Kannemann, são dúvidas por lesões. Geromel, aliás, precisou ser substituído por Rodrigues ainda no primeiro tempo no Chile. Reservas de imediato, David Braz e Paulo Miranda ficarão fora por suspensão. No meio, Maicon e Jean Pyerre também são pontos de interrogação por estarem machucados. O fato positivo é a volta de Pepê, no lado esquerdo.
Mesmo não sendo "o primeiro Grenal" da Libertadores, o jogo continental no Beira-Rio já valerá mais.

VÍDEO: Assista a imagens do primeiro confronto de Grêmio e Inter na Libertadores

Comentários CORRIGIR TEXTO