Porto Alegre, sábado, 08 de maio de 2021.
Dia do Profissional de Marketing.
Porto Alegre,
sábado, 08 de maio de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Gente

- Publicada em 21h26min, 07/05/2021. Atualizada em 10h43min, 08/05/2021.

Cantor Cassiano morre de Covid-19 aos 77 anos

Vindo da Paraíba, artista chegou ao Rio de Janeiro e se tornou expoente da soul música brasileira dos anos 1970

Vindo da Paraíba, artista chegou ao Rio de Janeiro e se tornou expoente da soul música brasileira dos anos 1970


Reprodução/ JC
O cantor e compositor Cassiano, de 77 anos, morreu nesta sexta-feira (7) de Covid-19. Ele estava internado no Rio de Janeiro desde o fim de maio, no Hospital Estadual Carlos Chagas, em Marechal Hermes, na Zona Oeste. O hospital divulgou uma nota dizendo que sua morte se deu às 16h30min.
O cantor e compositor Cassiano, de 77 anos, morreu nesta sexta-feira (7) de Covid-19. Ele estava internado no Rio de Janeiro desde o fim de maio, no Hospital Estadual Carlos Chagas, em Marechal Hermes, na Zona Oeste. O hospital divulgou uma nota dizendo que sua morte se deu às 16h30min.
Grande expoente da soul música brasileira dos anos 1970, Cassiano, batizado Genival Cassiano dos Santos, veio da Paraíba para o Rio em 1960, depois de aprender os primeiros acordes com o pai, que tocava bandolim e violão.
Dentre seus maiores sucessos, alguns compostos em parceria com Paulo Zdanowski e gravados por Tim Maia, estavam Primavera, A Lua e eu, Coleção e Eu amo você. Ele tinha músicas também gravadas por artistas como Marisa Monte e Djavan. Alcione cantou Mister Samba; e Gilberto Gil, Morena.
Agência Estado
Comentários CORRIGIR TEXTO
Conteúdo Publicitário