Porto Alegre, quarta-feira, 21 de outubro de 2020.
Dia do Contato Publicitário.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quarta-feira, 21 de outubro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Futebol Brasileiro

- Publicada em 08h45min, 21/10/2020.

Alexandre Pato completa dois meses sem clube

Contrato de Pato com o São Paulo foi rescindido no fim de agosto

Contrato de Pato com o São Paulo foi rescindido no fim de agosto


Rubens Chiri/São Paulo FC/Divulgação/JC
Considerado uma das principais promessas do futebol brasileiro quando foi revelado pelo Internacional, em 2006, aos 17 anos, Alexandre Pato está há pelos menos dois meses sem clube. O contrato com o São Paulo foi rescindido no fim de agosto e, segundo o clube, Pato foi quem pediu para romper o vínculo.
Considerado uma das principais promessas do futebol brasileiro quando foi revelado pelo Internacional, em 2006, aos 17 anos, Alexandre Pato está há pelos menos dois meses sem clube. O contrato com o São Paulo foi rescindido no fim de agosto e, segundo o clube, Pato foi quem pediu para romper o vínculo.
O acordo com o time paulista iria até o fim de 2022, mas o jogador abriu mão de luvas atrasadas e de valores que deveria receber até o encerramento do contrato. O valor de tudo girava em torno de R$ 35 milhões. Ao abrir mão de continuar no clube, a ideia era de que logo ele fosse realocado em alguma outra equipe. Mas até o momento, nada disso se concretizou.
À época, esperava-se que o destino de Pato fosse o Internacional, uma vez que o time gaúcho tinha acabado de perder o seu principal atacante, Paolo Guerrero, que se lesionou durante uma partida. Com Guerrero fora dos gramados até 2021, o Inter estava em busca de um novo substituto, ainda que temporariamente. Com Pato disponível no mercado brasileiro, a ideia parecia ser o negócio perfeito, já que havia a possibilidade de o atleta retornar ao time que o revelou. A negociação, porém, não foi concretizada e o jogador segue desempregado.
Além do Inter, Pato também foi sondado por três times italianos: Genoa, Spezia e Monza. Em 2020, o jogador marcou apenas quatro gols em 13 jogos. Nas duas passagens do atacante pelo São Paulo, foram 47 gols em 136 partidas. Ele foi pouco utilizado pelo técnico Fernando Diniz e agora não desperta interesse de grandes clubes. Um dos entraves para isso é o alto salário.
Quem viu Pato no auge de sua carreira jamais imaginou que hoje ele teria dificuldades para arrumar um novo clube. O atacante brilhou no Inter aos 17 anos, quando também chamou a atenção do Milan, que desembolsou cerca de R$ 40 milhões para compra-lo na época. Pelo time italiano, o atleta conquistou os torcedores com marcas importantes e gols decisivos no começo de sua passagem, mas, atrapalhado por lesões e outros problemas, acabou retornando ao Brasil em 2013.
Nesse retorno, o atacante assinou com o Corinthians e, novamente, não encantou o clube e os torcedores. Pelo contrário, na equipe ele foi muito criticado e logo se transferiu para o São Paulo em troca que envolveu a ida do meia Jadson para a equipe do Parque São Jorge. No Morumbi, retomou o bom futebol do começo da carreira e viveu sua temporada mais artilheira - foram 26 gols em 59 jogos em 2015.
Na época, o desempenho de Pato foi visto com bons olhos pelo Chelsea, que decidiu apostar nele. Apesar de tudo, a passagem pela Inglaterra foi fracassada. Foram apenas duas partidas disputadas e um gol marcado pelo clube inglês. De lá foi para o Villarreal, da Espanha, onde também não brilhou. Entre 2017 e 2018, passou pelo futebol chinês e, em um campeonato de pouca exigência técnica, conseguiu bons números no Tianjin Tianhai, do qual se despediu com 34 gols em 58 duelos.
No ano passado, com as lembranças positivas da primeira passagem, o São Paulo repatriou Pato. Dessa vez, porém, não deu certo, e o jogador saiu do clube com histórias contraditórias e sem deixar muita saudade ao torcedor tricolor. Segundo o técnico Fernando Diniz e o diretor Raí, a rescisão se deu por vontade do atleta, insatisfeito e pouco aproveitado. Foram nove gols marcados em 35 aparições neste segundo ciclo.
Enquanto não define seu próximo destino, o jogador tem aparecido esporadicamente nas redes sociais para mostrar como tem mantido a forma. Ele exibe parte de sua rotina de preparação, publica alguns vídeos com gols e lances da época no Milan e compartilha momentos de sua vida pessoal. Marido de Rebeca Abravanel, o atacante chegou a ser cogitado para comentar um jogo do São Paulo pela Libertadores em transmissão do SBT, emissora do sogro Silvio Santos. Entretanto, foram só boatos. O que se sabe, por enquanto, é a possibilidade de que o atacante só retorne aos gramados em 2021.
Comentários CORRIGIR TEXTO