Porto Alegre, quarta-feira, 29 de julho de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quarta-feira, 29 de julho de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

campeonato brasileiro

- Publicada em 21h32min, 27/04/2019. Atualizada em 21h38min, 27/04/2019.

Com dois gols de Everaldo, Inter com reservas perde para Chapecoense

Internacional sofre mais um revés diante da Chapecoense, em Chapecó

Internacional sofre mais um revés diante da Chapecoense, em Chapecó


RICARDO DUARTE/INTER/DIVULGAÇÃO/JC
A Chapecoense aproveitou o duelo contra o time alternativo do Internacional e venceu por 2 a 0, neste sábado, na Arena Condá, em Chapecó, pela primeira rodada do Campeonato Brasileiro. O centroavante Everaldo marcou os dois gols do confronto - um em cada tempo -, disputado sob muita chuva e o gramado bem encharcado.
A Chapecoense aproveitou o duelo contra o time alternativo do Internacional e venceu por 2 a 0, neste sábado, na Arena Condá, em Chapecó, pela primeira rodada do Campeonato Brasileiro. O centroavante Everaldo marcou os dois gols do confronto - um em cada tempo -, disputado sob muita chuva e o gramado bem encharcado.
Vitória importante do time catarinense, recém-eliminado pelo Corinthians na Copa do Brasil, além do vice-campeonato estadual contra o Avaí. O dever de casa era visto como importante, principalmente contra um dos postulantes ao título nesta temporada. E fica mantido o tabu porque esta é a quinta derrota gaúcha em cinco jogos disputados na Arena Condá.
Já o Internacional, que poupou os titulares devido ao desgaste da viagem ao Peru, no meio de semana, pela Copa Libertadores, assumiu o risco e agora terá o duelo contra o Flamengo para somar os primeiros pontos na competição.
Os times fizeram um primeiro tempo bastante equilibrado. Com o gramado molhado, ambos arriscaram chutes de fora da área para surpreender os goleiros. Márcio Araújo, pela Chapecoense, e Neílton, do Internacional, quase abriram o marcador.
O placar, porém, foi inaugurado em lance de bola parada. Aos 42 minutos, jogadores da Chapecoense reclamaram de um toque de mão do zagueiro Emerson Santos dentro da área. O árbitro paulista Raphael Claus revisou o lance no VAR (árbitro de vídeo) e marcou pênalti. Everaldo foi para a cobrança e abriu o placar aos 46.
No segundo tempo, o técnico Odair Hellmann colocou o Internacional ainda mais no ataque, mas encontrou dificuldades para passar pela defesa adversária. A Chapecoense, mais defensiva, até poderia ter aumentado a vantagem. Aos 19 minutos, Everaldo finalizou forte e Marcelo Lomba praticou excelente defesa.
Antes do apito final, o time gaúcho esboçou pressão e quase marcou em uma falha do rival. Bruno Pacheco cortou mal o cruzamento e a bola sobrou para Jonathan Alvez, que finalizou por cima do travessão.
Mas quem acabou marcando foi a Chapecoense. Aos 42 minutos, Everaldo recebeu cruzamento, tirou Rodrigo Moledo da marcação e finalizou com categoria no canto esquerdo de Marcelo Lomba. Um belo gol, dando números finais ao confronto.
A Chapecoense volta a campo nesta quarta-feira para enfrentar o Corinthians, às 16 horas, na Arena Corinthians, em São Paulo. No mesmo dia e horário, o Internacional recebe o Flamengo, no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre.
Chapecoense 2 x 0 Internacional
Tiepo; Eduardo, Gum, Douglas e Bruno Pacheco; Márcio Araújo, Campanharo, Alan Ruschel (Aylon) e Diego Torres (Amaral); Régis (Renato) e Everaldo. Técnico: Ney Franco.
Marcelo Lomba; Bruno, Emerson Santos (Rodrigo Moledo), Roberto e Uendel; Rodrigo Lindoso, Nonato e Camilo (Jonatan Alvez); William Pottker (Sarrafiore), Rafael Sobis e Neilton. Técnica: Odair Hellmann.
Árbitro: Raphael Claus (SP).
Comentários CORRIGIR TEXTO