Porto Alegre, quarta-feira, 29 de setembro de 2021.
Dia do Anunciante. Dia do Policial.
Porto Alegre,
quarta-feira, 29 de setembro de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CONTROLE DA PANDEMIA

- Publicada em 29/09/2021 às 19h41min.

Capão da Canoa, Novo Hamburgo e Passo Fundo voltam a receber avisos do Sistema 3As

Controle da pandemia deve ser intensificado nas três regiões notificadas com avisos

Controle da pandemia deve ser intensificado nas três regiões notificadas com avisos


LUIZA PRADO/JC
Em reunião do Gabinete de Crise do governo do Estado nesta quarta-feira (29), o Grupo de Trabalho de Saúde (GT Saúde) decidiu emitir três Avisos para as regiões Covid de Capão da Canoa, Novo Hamburgo e Passo Fundo, dentro do Sistema 3As de monitoramento da pandemia.
Em reunião do Gabinete de Crise do governo do Estado nesta quarta-feira (29), o Grupo de Trabalho de Saúde (GT Saúde) decidiu emitir três Avisos para as regiões Covid de Capão da Canoa, Novo Hamburgo e Passo Fundo, dentro do Sistema 3As de monitoramento da pandemia.
Além da retomada dos avisos, foram discutidos ainda avanços na liberação de protocolos gerais e de atividades em todo o Rio Grande do Sul, que serão divulgados nesta quinta (30) e passarão a valer a partir de sexta (1).
“Estamos vendo a vacinação avançar em ritmo acelerado e os números da pandemia sob controle no nosso Estado, por isso, após uma reunião extensa, decidimos avançar na liberação de atividades com público. Para que haja tempo de finalizar os ajustes, vamos divulgar na quinta-feira. Já adianto que faremos flexibilizações de forma cautelosa e gradativa, como sempre, desde o início da pandemia, para avaliar os riscos e os impactos", destacou o vice-governador Ranolfo Vieira Júnior, que comandou a reunião do Gabinete de Crise.
Ele reforçou ainda a necessidade de todos cumprirem os protocolos e fazerem a sua parte, "pois a pandemia ainda não acabou”.
 O Aviso é o primeiro passo do Sistema 3As do governo gaúcho. Segundo os técnicos do GT Saúde, eles se justificam, neste momento, devido a um pequeno aumento de casos e internações por Covid-19 nas regiões elencadas, o que exige uma atenção maior para controle do vírus.
Nas regiões que receberam Aviso, a situação requer ainda mais cuidado para que não seja necessário emitir Alerta e ser tomada Ação, os passos seguintes para controle da pandemias. A região de Pelotas, que havia recebido Aviso na semana passada, apresentou melhora nos indicadores e não voltou a ser notificada. 

Situação das regiões

A Região Covid de Passo Fundo recebeu Aviso porque, ao longo da última semana, apresentou um aumento de 10% no número de pessoas internadas em UTI, entre suspeitos e confirmados com Covid-19, o que representa uma variação de cinco pacientes. Com isso, passou a ter a maior taxa de ocupação (71,4%) do Estado.
Novo Hamburgo apresentou um aumento de 13,5% de internados em leitos clínicos e de 9,1% em UTI, entre suspeitos e confirmados. Além disso, a incidência de 73,7 casos confirmados por 100 mil habitantes na última semana coloca a região com o quinto maior índice entre as 21 regiões Covid na última semana, sendo 11,5% superior à média estadual, ao passo que a taxa de mortalidade acumulada na semana, de 1,69 óbito por 100 mil habitantes, representa a quarta maior do Estado, sendo 31,5% superior à média estadual.
Por fim, a região de Capão da Canoa teve 167,5 casos confirmados por 100 mil habitantes na última semana, representando um aumento de 19,2% frente à semana anterior. É a maior incidência do Estado entre as 21 regiões Covid, sendo 153,2% superior à média estadual.  A região ainda tem uma taxa de mortalidade acumulada na semana de 2,77 óbitos por 100 mil habitantes, configurando o maior índice do Rio Grande do Sul na última semana, sendo 115,9% superior à média estadual.
Além disso, houve 30 novos registros de hospitalização na região na última semana, frente aos 12 no acumulado da semana anterior, um aumento de 150%. Ao longo da última semana, houve aumento de 30% de internados em UTI, entre suspeitos e confirmados.
Conteúdo Publicitário
Comentários CORRIGIR TEXTO