Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 14 de janeiro de 2020.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Tecnologia

Edição impressa de 14/01/2020. Alterada em 14/01 às 03h00min

Infonotas

Vulnerabilidades
Vulnerabilidades
Um estudo da IHS Markit colocou a Zero Day Initiative, iniciativa da Trend Micro, como líder do mercado na divulgação de vulnerabilidades. A ZDI revelou mais da metade de todos os defeitos de software reportados por fabricantes por meio de divulgação coordenada em 2018. O relatório Public Cybersecurity Vulnerability Market analisou 12 organizações que gerenciaram coletivamente a divulgação de 1.752 vulnerabilidades CVE (ou Common Vulnerabilities and Exposures, uma iniciativa colaborativa de diversas organizações de tecnologia e segurança que criam listas de nomes padronizados para vulnerabilidades e outras exposições de segurança) em 2018.
Aceleração
Considerada uma das 100 fintechs mais inovadoras do mundo por estudo elaborado pela KPMG e pela consultoria H2 Ventures, a Rebel é uma das 16 empresas selecionadas pela Endeavor, organização de apoio a empreendedores de alto impacto, para participar do programa de aceleração Scale-Up Endeavor Fintech 2020. Também participarão do Scale-Up Endeavor Fintech 2020 as fintechs Spin Pay, Credihome, Credpago, Flash Benefícios, Gorila Invest, Meu Tudo, Remessa Online, Zen Finance, Avec, Bcredi, Liber Capital, SmarttBot, Zro.bank, BBNK e Linker.
Fim do suporte ao Windows 7
A Microsoft anunciou que em 14 de janeiro deixará de oferecer suporte para o sistema operacional Windows 7, mas, o sistema continua popular entre os latino-americanos, seja para uso doméstico ou comercial. De acordo com dados da Kaspersky, cerca de 30% dos usuários da região ainda o utilizam diariamente, mesmo em sua fase final de vida. A empresa alerta para o risco de manter um sistema sem suporte, já que ele fica mais vulnerável a ciberameaças e pode expor seus usuários a ataques.
Desempenho
A Saque e Pague encerrou 2019 com faturamento de R$ 120 milhões, alta superior a 30%, em comparação com 2018, quando a empresa atingiu a marca de R$ 91 milhões. Para 2020, a expectativa é que a companhia alcance os R$ 165 milhões de faturamento, o que representaria um aumento de 40% na comparação com 2019. A Saque e Pague é uma empresa de tecnologia com uma rede de autoatendimento com a proposta de permitir a circulação de valores de forma descomplicada no mundo físico e digital.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia