Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 29 de julho de 2018.

Jornal do Comércio

24/07/2018 - 16h04min.
Alterada em 29/07 às 11h02min
COMENTAR | CORRIGIR

Futurista e imponente, edifício divide as opiniões dos chineses

Prédio da estatal chinesa de televisão CCTV tem mais de 40 andares e formas futuristas

Prédio da estatal chinesa de televisão CCTV tem mais de 40 andares e formas futuristas


THIAGO COPETTI/ESPECIAL/JC
Pequim
Desde que cheguei em Pequim avisto de longe, e admiro de perto, o imponente prédio que abriga a estatal chinesa de televisão CCTV. Com mais de 40 andares e formas futuristas que quebram os tradicionais longilíneos arranha-céus, a edificação, porém, não é uma unanimidade entre os moradores de Pequim. Muitos não gostam da construção, idealizada pelo holandês Rem Koolhaas e inaugurada no início da década, justamente por sua forma desajustada.
Perguntei a um amigo brasileiro que vive aqui há dois anos se eu poderia dizer que esse é um prédio icônico, um símbolo de Pequim. Me disse que não. O prédio, me explicou, não é admirado por todos os chineses. Muitos o acham demasiadamente feito e disforme para ser um símbolo de Pequim.
Por meio de outra pessoa, fiquei sabendo que a edificação tem o “carinhoso” apelido de “ceroula gigantes”, em alusão ao formato que remeteria a roupa íntima masculina, principalmente, que muito aquece pernas gaúchas nos dias mais frios. Perguntei a uma chinesa se a "polêmica" em torno do formato do prédio realmente existe. Sim, me disse ela, rindo, e "tem um apelido engraçado"...
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia

Thiago Copetti

A convite do Centro Internacional de Imprensa da China, o repórter está participando de um intercâmbio no gigante asiático. No blog Conexão China, apresentará, além de informações econômicas e políticas da segunda maior economia do mundo, também curiosidades culturais e gastronômicas, dicas de turismo e como é o cotidiano da vida em Pequim.