Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 07 de agosto de 2016. Atualizado às 19h14.

Jornal do Comércio

Panorama

COMENTAR | CORRIGIR

MÚSICA

Notícia da edição impressa de 08/08/2016. Alterada em 05/08 às 17h10min

A Banda Mais Bonita da Cidade se apresenta em Porto Alegre nesta quinta-feira

A Banda Mais Bonita da Cidade é atração em Porto Alegre

A Banda Mais Bonita da Cidade é atração em Porto Alegre


BRENO GALTIER/DIVULGAÇÃO/JC
Ricardo Gruner
Cinco anos se passaram desde que o videoclipe de Oração se tornou fenômeno no YouTube, e muito mudou na trajetória d'A Banda Mais Bonita da Cidade desde então. Ao longo de meia década, o grupo curitibano lançou dois álbuns, um EP e um DVD ao vivo - o qual os músicos vêm divulgar em Porto Alegre nesta quinta-feira. A apresentação acontece a partir das 21h, no Theatro São Pedro (Pç. Mal. Deodoro, s/nº). Por valores entre R$ 20,00 e R$ 60,00, ingressos podem ser adquiridos na bilheteria local ou pelo site www.compreingressos.com.
Formada por Uyara Torrente (voz), Thiago Ramalho (guitarra), Vinícius Nisi (teclado), Marano (baixo) e Luís Bourcheidt (bateria), a banda antecipa que o repertório do registro audiovisual - gravado em 2014 e lançado neste ano - é um bom parâmetro para o que o público pode esperar. Mas como o quinteto está em meio ao processo de produção de um próximo álbum, algumas novidades também foram preparadas.
Para a interpretação do material, os artistas contam com reforço de duas participações especiais: Lorenzo Flach e Ian Ramil. E a ideia de receber convidados não é nova: na própria gravação do DVD, por exemplo, os músicos contaram com a presença de expoentes como China e Tiê.
"A banda surgiu com uma proposta aglutinadora", explica o tecladista, referindo-se também ao fato de ele e seus colegas trabalharem com diferentes parceiros. "Muitos compositores do início da banda são da literatura, mais do que da música", conta ele, citando que Uyara, a vocalista, veio do teatro. Para o coletivo, o importante é tentar abraçar o que cada colaborador tem a oferecer - e sem deixar de lado experimentações, trocas e novos casamentos. "A coisa mais legal de poder viajar é criar essas parcerias, descobrir afinidades e entender outros artistas. Isso é fundamental para o crescimento e para a nossa evolução, como banda, como artistas e como pessoas", encerra o músico.
Com Ian Ramil, a identificação foi tão grande que o grupo decidiu gravar duas de suas canções - uma delas inédita - no novo álbum. Ainda conforme Vinícius Nisi, o lançamento está previsto para o início do ano que vem, mas é possível que em 2016 os fãs já possam escutar parte do material. "Foi a primeira vez que nos unimos para trabalhar 'do zero' nos arranjos das músicas, nas pequenas e grandes decisões artísticas", conta ele, que ficou em uma fazenda no interior do Paraná com seus colegas. Segundo o tecladista, foram "férias a trabalho": duas semanas entre amigos com o compromisso de sair do local com um disco pré-produzido. No momento, a trupe está finalizando as gravações.
Com sete turnês internacionais até agora - de passagens por França, Espanha, Portugal, Argentina, Uruguai, Colômbia e Venezuela -, A Banda Mais Bonita da Cidade optou por não se mudar para São Paulo ou Rio de Janeiro - escolha adotada por boa parte dos artistas que despontam em cenário nacional. "O grupo surgiu e se desenvolve por conta da cena curitibana, e nós gostamos de morar aqui. Se nossa meta de vida fosse 'ter uma carreira de sucesso' com muito dinheiro e bens materiais, não teríamos virado músicos", simplifica Nisi. "Gostamos do que fazemos e da vida que levamos, da simplicidade e agitação cultural que Curitiba nos proporciona."
No Rio Grande do Sul, além de Porto Alegre, o grupo também se apresenta em Novo Hamburgo. O show ocorre na sexta-feira, a partir das 22h, no Pubis (Maurício Cardoso, 112), com tíquetes na hora ao custo de R$ 35,00. Em relação ao espetáculo na Capital gaúcha, há uma alteração no tamanho da participação de Lorenzo Flach, quem os integrantes conheceram a partir de uma amiga em comum. Na segunda oportunidade, ele toca todo o repertório, substituindo o guitarrista Thiago Ramalho - e dando continuidade ao viés aglutinador do coletivo.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia