Porto Alegre,

Anuncie no JC
Assine agora

Publicada em 10 de Julho de 2024 às 20:15

Conheça os atletas ligados ao RS que irão para a Olimpíada de Paris

Brasil será representado por 277 atletas, desses 15 tem alguma ligação com o RS

Brasil será representado por 277 atletas, desses 15 tem alguma ligação com o RS

DIMITAR DILKOFF/AFP/JC
Compartilhe:
Fabrine Bartz
Fabrine Bartz Repórter
A 15 dias da abertura dos Jogos Olímpicos de Paris, que ocorrem entre os dias 26 de julho e 11 de agosto, atletas de diferentes partes do mundo já se deslocam para o país sede. Entre estreias e novas oportunidades, a expectativa cresce para trazer a medalha olímpica para casa. Dos 277 atletas brasileiros classificados, 15 possuem algum vínculo com o Rio Grande do Sul, seja por cidade de nascimento ou pelo clube que defendem.
A 15 dias da abertura dos Jogos Olímpicos de Paris, que ocorrem entre os dias 26 de julho e 11 de agosto, atletas de diferentes partes do mundo já se deslocam para o país sede. Entre estreias e novas oportunidades, a expectativa cresce para trazer a medalha olímpica para casa. Dos 277 atletas brasileiros classificados, 15 possuem algum vínculo com o Rio Grande do Sul, seja por cidade de nascimento ou pelo clube que defendem.
Nos próximos dias, o Jornal do Comércio faz um "resgate olímpico", com a trajetória de cada um deles. A série de matérias considera a ordem de modalidades e também aborda ações desses atletas destinadas a famílias atingidas pelas enchentes no Estado.
Embora seja natural do Mato Grosso e morador de Portugal, Almir Júnior é um dos seis atletas que irá representar a Sogipa. Além de competir no salto triplo, ele atuou como voluntário nos primeiris dias das cheias que atingiu Porto Alegre no início de maio. 
A nadadora Viviane Jungblut, representante do Grêmio Náutico União (GNU), irá disputar os 10 km de águas abertas ao lado de Ana Marcela Cunha, uma de suas inspirações. Mesmo com foco em sua segunda Olimpíada, ela destinou esforços para auxiliar às famílias atingidas no Estado. O gaúcho Fernando Scheffer, natural de Canoas, atleta do Minas Tênis Clube, vai em busca de sua segunda medalha olímpica.
O GNU também envia dois atletas na esgrima para Paris. Enquanto Guilherme Toldo, que já apresenta o melhor resultado da história da modalidade masculina do País, irá disputar sua quarta Olimpíada, Mariana Pistoia fará sua estreia. Ambos disputam no florete individual.
No futebol, a seleção feminina conta com a presença de Lorena Leite, goleira do Grêmio. Ela possui no currículo a conquista da Copa América em 2023, tendo sido escolhida a Melhor Goleira da competição. Na ginástica artística, Andreza Lima, atleta do GNU, fará parte da equipe como reserva, ganhando experiência para os Jogos de Los Angeles 2028.
O judô, por sua vez, conta com cinco atletas da Sociedade de Ginástica de Porto Alegre (Sogipa). Daniel Cargnin, em uma nova categoria - subindo do peso meio-leve (66kg) para o leve (73kg) -, busca sua segunda medalha, assim como Ketleyn Quadros. Essa será sua terceira participação. Já Leonardo Gonçalves fará sua estreia na mesma oportunidade que Mayra Aguiar disputa sua quinta Olimpíada. Rafael Macedo, no entanto, também busca sua primeira medalha, embora já tenha estreado em Tóquio 2020.
Paris também pode ser o cenário da primeira medalha no surfe feminino. A chance está nas mãos de Tatiana Weston-Webb, metade gaúcha e metade havaiana. No tiro-esportivo, os gaúchos serão representados por Georgia Furquim. Natural de Santa Maria, a atleta realiza os treinos no Caxangá Golf e Country Club e essa será sua primeira participação olímpica.
A vela também terá estreantes gaúchos. Gabriel Simões, conhecido como Dom, atleta do Clube dos Jangadeiros, fará seu debut ao lado de Marco Grael, unindo experiência e garra para disputar os Jogos Olímpicos franceses.
 

Notícias relacionadas