2021: o ano limitepara se reinventar


Alfredo Soares
Alfredo Soares

[email protected]


Os negócios são feitos para serem vendidos ou acabarem, já as marcas são construídas para perpetuar, para passar de geração em geração.


A maior crise do século deixou um recado para todos os empreendedores: é preciso se reinventar. Os tempos são outros. Não importa o que você vende, o que interessa é construir uma marca forte e conhecer a sua audiência. No meio dessa pandemia, escrevi o livro "Bora Varejo", pois muito desse cenário também me mostrou que havia atualizações a serem feitas no modo de empreender do pequeno comerciante, aquele da lojinha do bairro, ao grande varejista. O ano de 2021 é praticamente o limite para habilitar inovações, ou você vai se atrasar.
Os negócios são feitos para serem vendidos ou acabarem, já as marcas são construídas para perpetuar, para passar de geração em geração. Se você quer fazer a diferença e não quer se preocupar com a crise, o desafio é construir uma marca! Eu não conheço uma empresa, que se consolidou como marca, que esteja passando por algum aperto não administrável neste período. Sabe por quê? Ela não tem clientes. Ela tem fãs, tem pessoas que compram a sua causa simplesmente porque se sentem representadas pela marca.
E por onde começar? Entenda quais as dores do seu consumidor e as soluções que você pode oferecer. Hoje, o que se compra são serviços, não apenas produtos. Vender é encantamento, é conectar-se, é resolver problemas e oferecer soluções. É entregar o intangível de toda oferta.
Quando você consegue definir quem é o seu cliente ideal e com quem você irá se relacionar, inicia-se também uma transformação na sua linguagem, na criação de uma estratégia de copywriting e de conversão. Você passa a ter a capacidade de identificar esse intangível. Dentro de um novo cenário, invista na transformação digital do seu negócio. O e-commerce vem crescendo muito no Brasil. Os sites de buscas e as redes sociais são os principais caminhos que levam os compradores até as lojas on-line. Algumas organizações já estavam passando por essa transformação, e a pandemia acelerou o processo de digitalização. Acreditar que não vale a pena investir no digital, porque a demanda é baixa e esperar a procura acontecer para tomar uma atitude é a cara do erro.
Use ferramentas da internet para vender e estar perto do consumidor. As redes sociais são meios de atingir esse objetivo e se aproximar dele. Entenda as mudanças de comportamento causadas por esta crise e aplique suas estratégias no marketing digital para se reinventar. Construa um time de qualidade ou qualifique o seu time. Traga ferramentas de Experiência do Cliente, de Growth e de Gestão. Invista no digital da sua empresa, este investimento é a chave do seu negócio.
Publicado em 26/04/2021.