CONTEÚDO PUBLICITÁRIO

Ensino atrelado à tecnologia



Souza dirige a Unidade Acadêmica de Educação On-line da Unisinos
CRÉDITO: MARCO QUINTANA/JC
Não ter dias e horários fixos para estudar, economizar tempo de deslocamento, pagar mensalidades mais acessíveis e contar com a possibilidade de aprender usando a tecnologia são as grandes vantagens do ensino a distância (EAD). O Censo da Educação Superior 2018, realizado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) e divulgado em setembro de 2019, aponta que foram oferecidas 7,1 milhões de vagas a distância, ante 6,3 milhões de vagas presenciais. Esta foi a primeira vez que a oferta de vagas EAD superou a de presenciais no Brasil, mostrando claro crescimento do setor e adesão da população à modalidade. Neste contexto, a Unisinos se destaca.
A universidade, preferida na categoria Ensino a Distância do Marcas de Quem Decide, expandiu a modalidade em 2019, através do lançamento do novo EAD Unisinos. "Contamos com a plataforma Canvas, que proporciona ao aluno o aprendizado em formatos dinâmicos, acesso a diferentes dispositivos e interação com professores e colegas, realizando a construção coletiva do conhecimento", destaca o diretor da Unidade Acadêmica de Educação On-line, Vinícius Costa de Souza. O Canvas também é utilizado por universidades como Harvard, Stanford e USP.
Em 2019, a Unisinos chegou aos seus 50 anos, com mais de 90 mil alunos diplomados e cerca de 25 mil matriculados nos cursos de graduação e pós-graduação nas modalidades presencial, híbrido e a distância. A oferta de cursos EAD começou em 2010, após pesquisas do Programa de Pós-graduação em Educação apontarem para a digitalização do ensino e o uso das novas tecnologias para potencializar a aprendizagem. "Cada aluno escolhe o formato com o qual melhor se adapta, alguns aprendem lendo. Outros, ouvindo ou assistindo", explica Souza. Ele defende, ainda, que quem estuda a distância tende a desenvolver maior autonomia e organização.
Dois agentes fazem parte do EAD da Unisinos: os professores, que preparam os conteúdos, as avaliações e conduzem os encontros presenciais, e os tutores, que mediam as atividades pelo Canvas e são o contato do aluno para tirar dúvidas pela plataforma. Os cursos são desenvolvidos enquanto acontecem, por isso estão sempre em dia com as tendências do mercado de trabalho.
Segundo Souza, um dos diferenciais da Unisinos é o conteúdo formulado integralmente pelo professor. "Algumas universidades compram os cursos prontos de outras empresas, nós não. Prezamos pela qualidade e exclusividade dos conteúdos." Ele afirma que isso garante que os cursos EAD tenham a mesma qualidade do ensino presencial. Seja qual for a modalidade, o compromisso é nunca fugir do padrão de excelência Unisinos.
MARCO QUINTANA/JC
CURSOS DE GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO
A Unisinos possui 16 cursos de graduação EAD. Os mais procurados são o de administração, ciências contábeis e sistemas de informação. Entre os de pós-graduação, os cursos de gestão de projetos, gestão & negócios e big data, data science & data analytics são os mais buscados.
Em fevereiro deste ano, a Escola de Gestão e Negócios da Unisinos foi acreditada pela AACSB International, organização norte-americana que reconhece as maiores escolas do mundo na área.
“Uma das facilidades da graduação EAD é o fluxo de ingresso ser contínuo. A qualquer momento do ano, as pessoas podem procurar um dos polos da universidade ou se inscrever on-line e agendar a prova de seleção. Quando aprovadas, já podem entrar no próximo ciclo de disciplinas. São quatro ciclos por ano, separados em bimestres”, afirma Souza.
ENSINO HÍBRIDO
Os cursos híbridos são conhecidos por reunir o melhor dos dois mundos: flexibilidade e ensino atrelado à tecnologia do EAD, e encontros quinzenais com a turma para troca de conhecimento em aulas práticas. A modalidade híbrida é oferecida em cursos nos quais não é possível fazer tudo a distância, como os da saúde e as engenharias.
Na opinião de Souza, o ensino híbrido é o futuro das universidades. “Aproveitamos as potências das duas modalidades, a tecnologia com a realidade aumentada e animações, e também as discussões presenciais. O que é melhor fazer on-line, se faz on-line. E o que é melhor fazer presencial, se faz presencial.”
Publicado em 30/03/2020.