Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 30 de agosto de 2019.
Dia da Conscientização sobre a Esclerose Múltipla.

Jornal do Comércio


Alterada em 30/08 às 16h36min
COMENTAR | CORRIGIR

Máquinas pedem mais área física no parque da Expointer

'Nossas empresas estão investindo cada vez mais e pedindo áreas maiores', disse Bier

'Nossas empresas estão investindo cada vez mais e pedindo áreas maiores', disse Bier


LUIZA PRADO/JC
Rafael Vigna
Durante a abertura oficial da 42ª Expointer, nesta sexta-feira (30), o presidente do Sindicato das Indústrias de Máquinas e Implementos Agrícolas do Rio Grande do Sul (Simers), Cláudio Bier, fez um pedido público ao governador Eduardo Leite e ao secretário estadual da Agricultura, Covatti Filho, para que a área destinada às fabricantes do setor sejam ampliadas em 2020 no Parque de Exposições Assis Brasil.
“Não posso deixar de pedir aos senhores. As nossas empresas estão investindo cada vez mais e pedindo áreas maiores. Faço este apelo em público para que nos concedam mais espaço. Os senhores podem ter a certeza de que não se arrependerão, pois teremos, no próximo ano, uma feira ainda maior do que essa”, argumentou Bier.
Responsáveis por 99% dos R$ 2,3 bilhões negociados em Esteio no ano passado, as fabricantes de máquinas e equipamentos projetam elevação na casa de 7% nas assinaturas de contratos em 2019.
Ao ouvir o apelo, o presidente da Federação dos Trabalhadores na Agricultura no Rio Grande do Sul (Fetag-RS), Carlos Joel da Silva aproveitou para pedir também a ampliação dos espaços da agricultura familiar.
“O Simers já tem metade do parque e quer ampliação, a agricultura familiar também precisa de ampliação”, brincou Silva. O Pavilhão da Agricultura Familiar passou por uma ampliação, em 2018, e atualmente abriga um número recorde de 327 agroindústrias. Até a tarde desta sexta-feira, as vendas contabilizadas superam em 22% às registradas em igual período do ano passado.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia