Porto Alegre, domingo, 01 de dezembro de 2019.
Dia Mundial de Luta contra a Aids.

Jornal do Comércio

Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

COMENTAR | CORRIGIR

INFRAESTRUTURA

29/11/2019 - 18h30min. Alterada em 29/11 às 18h30min

Empreendimentos da Sterlite contemplam R$ 777 milhões em investimentos

Projetos contemplam seis subestações de energia e três linhas de transmissão com 326 quilômetros de extensão

Projetos contemplam seis subestações de energia e três linhas de transmissão com 326 quilômetros de extensão


JOÃO MATTOS/ARQUIVO/JC
Um conjunto de obras de transmissão que a indiana Sterlite Power desenvolverá no Rio Grande do Sul absorverá investimentos de cerca de R$ 777 milhões. Os empreendimentos contemplam seis subestações de energia e três linhas de transmissão com 326 quilômetros de extensão em 21 cidades. A empresa venceu o lote 13 do leilão de transmissão da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), realizado em dezembro de 2018. O prazo para a conclusão das obras é de 48 meses após a assinatura do contrato e a estimativa da empresa é gerar 1,9 mil postos de trabalho diretos e indiretos.
As linhas passarão por Capivari do Sul, Alvorada, Viamão, Dois Irmãos, Ivoti, Lindolfo Collor, Taquara, Capela de Santana, Montenegro, Portão, São Sebastião do Caí, Santo Antônio da Patrulha, Araricá, Eldorado do Sul, Glorinha, Nova Hartz, Parobé, Sapiranga, Charqueadas, Triunfo e Gravataí. O projeto pretende integrar o potencial eólico do Estado e aumentar a confiabilidade do sistema na região metropolitana de Porto Alegre. A companhia também desenvolve no Estado, com entrega prevista para 2022, o projeto Vineyards, que prevê a construção de 114,4 quilômetros de linhas de transmissão e a implantação e expansão de seis subestações nas regiões de Bagé e Lajeado.
  • Origem da empresa: Índia
  • Cidades: Várias
  • Investimento: R$ 777 milhões
  • Estágio: Anunciado
  • Previsão: 2023
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia

EXPEDIENTE