Porto Alegre, quarta-feira, 23 de outubro de 2019.
Dia da Aviação e do Aviador.

Jornal do Comércio

Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

COMENTAR | CORRIGIR

Agronegócios

Alterada em 23/10 às 15h18min

Yara conclui 70% da expansão da unidade industrial em Rio Grande

Novas instalações devem ser inauguradas no fim de 2020, após investimento previsto de R$ 1,5 bi

Novas instalações devem ser inauguradas no fim de 2020, após investimento previsto de R$ 1,5 bi


YARA FERTILIZANTES/DIVULGAÇÃO/JC
A Yara Brasil já cumpriu aproximadamente 70% do programa de expansão da unidade de produção e mistura de fertilizantes em Rio Grande, iniciada em 2017. De acordo com a companhia, as novas instalações devem ser inauguradas no fim de 2020, após um investimento previsto de R$ 1,5 bilhão.
As obras vão elevar de 750 mil para 1,2 milhão de toneladas por ano a capacidade de produção de adubos no complexo industrial da subsidiária da multinacional norueguesa no sul do Rio Grande do Sul. Já a mistura e o ensaque dos produtos passarão de 1,5 milhão para 2,2 milhões de toneladas anuais.
A expansão da capacidade de mistura já foi concluída e até o fim do ano que vem será encerrada a ampliação da produção dos fertilizantes. O projeto inclui a construção de novos armazéns e de novas plantas de granulação, de acidulação e de ensacados (embalagens de 50 quilos) e big bags (de 1 tonelada) totalmente automatizadas.
Segundo a empresa, a operação de Rio Grande tem cerca de 1 mil funcionários, mas o contingente será reforçado com mais 2 mil terceirizados quando as novas capacidades estiverem em plena utilização. A Yara detém aproximadamente 25% do mercado de fertilizantes no país e 35% no Rio Grande do Sul.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia

EXPEDIENTE