Porto Alegre, segunda-feira, 29 de novembro de 2021.
Porto Alegre,
segunda-feira, 29 de novembro de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Incentivos

Notícia da edição impressa de 23/04/2021. Alterada em 29/11 às 18h56min

Em abril, Conselho do Fundopem aprova R$ 80 milhões

Jefferson Klein
O Conselho Diretor do Fundo Operação Empresa do Rio Grande do Sul (Fundopem-RS) autorizou neste mês de abril oito empresas a contarem com os benefícios fiscais concedidos pela ferramenta.
O total alcança R$ 80 milhões. Dentre as iniciativas, a que conta com a maior previsão de aporte, conforme dados da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico, é a da companhia Pacifil Brasil - Indústria, Comércio, Importação e Exportação de Silos Plásticos, com R$ 20 milhões em sua planta em Sapiranga.
O objetivo da Pacifil Brasil é a expansão da empresa com um incremento de 3% na produção de silos bolsa (uma alternativa aos métodos de ensilagem tradicionais de grãos e forragens). Depois vem a Madeireira Haas, com R$ 15,9 milhões, em Venâncio Aires. Já a Somave Agroindustrial aplicará perto de R$ 13,8 milhões para reativar uma planta frigorífica com capacidade para abater até 25 mil aves por dia, em Passo Fundo. Por sua vez, a Multimóveis Indústria de Móveis investirá R$ 12,4 milhões.
A Metagraf Indústria de Embalagens fará uma expansão industrial com modernização do processo produtivo de embalagens. Para isso, investirá em torno de R$ 7,6 milhões em Caxias do Sul. No Vale do Taquari, em Arroio do Meio, a Centralsul Indústria e Comércio de Produtos Químicos desembolsará cerca de R$ 4,1 milhões. Os recursos serão destinados à modernização e ampliação da empresa.
No Norte do Estado, em Erechim, a Dheytécnica Indústria de Máquinas, que atua no segmento de bens de capital, planeja investir R$ 3,8 milhões. Por fim, a Appunto Indústria e Comércio de Móveis deve aportar, em Flores da Cunha, R$ 2,7 milhões.
"O Rio Grande do Sul está pronto para crescer, assim que a pandemia passar", enfatiza o secretário Edson Brum. O dirigente afirma que com os investimentos já anunciados através do Fundopem, somados às linhas de crédito que estão sendo articuladas com os bancos de fomento, em breve a economia do Estado dará sinais positivos de recuperação.
Comentários CORRIGIR TEXTO

EXPEDIENTE

2021