Porto Alegre, domingo, 01 de dezembro de 2019.
Dia Mundial de Luta contra a Aids.

Jornal do Comércio

Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

COMENTAR | CORRIGIR

mercado imobiliário

Notícia da edição impressa de 22/11/2019. Alterada em 22/11 às 19h40min

Incorporadora investe R$ 45 milhões no Plazinha

Diego Antunes e Marcelo Carraro, da Infinita Town.CO

Diego Antunes e Marcelo Carraro, da Infinita Town.CO


MARCO QUINTANA/JC
Osni Machado
A Incorporadora Infinita - Estrutura de Negócios investiu R$ 45 milhões na compra e reformulação do antigo hotel Plazinha, no Centro Histórico de Porto Alegre. O empreendimento terá três andares dedicados a um novo complexo gastronômico e cultural, aberto ao público. O edifício terá preservadas suas características, porém, quando abrir as suas portas em 2021, receberá o nome de Infinita Town.Co, com um novo conceito de "moradia sob demanda".
De acordo com Diego Antunes, um dos sócios da Infinita, o Town.Co é um empreendimento que pretende oferecer praticidade e convívio, dentro de um novo conceito de vida. "Queremos trazer as pessoas para o convívio e também para o Centro de Porto Alegre. O empreendimento reúne palavras como: colaboração, conexão, convívio e coexistência. Todas elas começadas por "co'", diz ele.
O empresário explica que o projeto começou a ser analisado no fim de 2018. Já a compra do imóvel, segundo Antunes, ocorreu em setembro deste ano. E desde então, a incorporadora começou a desenvolver o modelo próprio de produto para ser aplicado ao local.
As obras vão de dezembro deste ano até dezembro de 2020. Ao todo, serão oferecidos 182 apartamentos em diversas modalidades de locação, de curto ou longo prazo, ou ainda, funcionar como residência. Apartamentos decorados e mobiliados, medindo entre 20 e 30 metros quadrados, estarão prontos para uso.
Marcelo Carraro, consultor de desenvolvimento de negócios da Infinita, destaca que os três primeiros andares do prédio abrigarão um centro gastronômico e cultural com os seus espaços abertos ao público externo. As operações ainda não foram divulgadas. Já para o público interno, haverá a disponibilidade de vários serviços via aplicativos, como por exemplo, locação de carros, bicicletas e patinetes. Carraro diz que as obras no Plazinha não irão modificar as características originais do prédio, que estava fechado desde 2015.
Os últimos andares do edifício serão destinados a coworking, espaço gourmet e um rooftop com piscina e área de convivência. O Infinita Town.Co oferecerá uma visão panorâmica de Porto Alegre e também do Guaíba, isto porque será colocada uma estrutura de vidro no último pavimento.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia

EXPEDIENTE