CONTEÚDO PUBLICITÁRIO

CDL como aliada dos resultados e antecipação de riscos



Alcides Debus, presidente da CDL
CRÉDITO: /CDL/DIVULGAÇÃO/JC
Consagrada no mercado varejista há 57 anos, a Câmara de Dirigentes Lojistas de Porto Alegre (CDL POA) é reconhecida por sua importância como entidade empresarial e referência em estratégias, análise, concessão e recuperação de crédito. A organização desenvolve produtos e serviços para gestão comercial de empresas utilizando Inteligência Artificial, o que possibilita aos lojistas melhores resultados e antecipa riscos.
Investindo em ferramentas de alta performance tecnológica, a CDL POA busca soluções para empresários de diferentes setores. "Nosso objetivo é reafirmar a marca e as nossas ações nos negócios, oferecendo a solução certa para cada empreendimento crescer", afirma Alcides Debus, presidente da entidade.
Entre as soluções disponibilizadas para o mercado, destacam-se os serviços com foco no aumento das vendas e que permitem a captação de novas oportunidades comerciais, tendo como vantagens principais a redução de custos operacionais e de marketing. "Para que as empresas possam se posicionar nesse atual mercado de alta competição é imprescindível que estejam informadas das ferramentas inteligentes que estão à disposição", acrescenta o presidente.
Os serviços, além de monitorarem o comportamento comercial de empresas, clientes e fornecedores, reduzem riscos de fraude e inadimplência e agilizam a tomada de decisão de gestores. Segundo Paulo Borba, gestor comercial da CDL POA, prospectar com maior assertividade e gerenciar clientes são dimensões fundamentais do ciclo de um negócio. "Essas soluções levam as empresas a uma alta performance de relacionamento", completa Borba.
Buscando atacar um dos maiores problemas do varejo, o estoque, foi desenvolvida a ferramenta Info Hub, em parceria com a startup James Tip. A ideia é orientar empresários no processo de Dimensionamento Preditivo dos Estoques, por meio de análise de comportamento do consumidor. Ela organiza a disponibilidade de produtos nos estoques e estimula as vendas adicionais, obtendo mais flexibilidade operacional, acessibilidade de capital e redução de custos financeiros. Assim, é possível organizar melhor o fluxo de caixa e a administração dos setores de compra e venda.
Com forte participação em todos os ramos do varejo, o setor de moda é um grande representante no cronograma da entidade, no qual eventos são feitos para atender este segmento. Debus analisa que para que as marcas continuem crescendo precisam investir em relacionamento com o cliente.
"Todas as marcas precisam contar uma história, ter um propósito de existir, porque o consumidor, cada vez mais, busca essa identificação".
Além das inovações oferecidas pela entidade, ela cumpre o papel de defesa do comércio, representando os interesses da classe varejista e contribuindo para o desenvolvimento, especialmente, de suas associadas e entidades parceiras de todo o Rio Grande do Sul.
Publicado em 26/03/2018.