Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 19 de junho de 2017. Atualizado às 23h51.

Jornal do Comércio

Panorama

COMENTAR | CORRIGIR

MÚSICA

Notícia da edição impressa de 20/06/2017. Alterada em 19/06 às 17h21min

Repertório popular: Vanessa da Mata se apresenta em Porto Alegre

Vanessa da Mata participa de concerto hoje; a regência é do maestro Carlos Prazeres

Vanessa da Mata participa de concerto hoje; a regência é do maestro Carlos Prazeres


GIANLUIGI GUERCIA/GIANLUIGI GUERCIA/AFP/JC
Ricardo Gruner
"O palco mostra que você é artista de verdade." A frase é da cantora e compositora Vanessa da Mata, que, no final do mês passado, gravou um registro em DVD ao vivo, Caixinha de música. Em espetáculo na capital gaúcha hoje, no entanto, a mato-grossense não destaca o novo show, e sim faz uma participação especial. Ela sobe ao palco do Theatro São Pedro (praça Mal. Deodoro, s/nº) ao lado do maestro Carlos Prazeres e da Orquestra de Câmara da Ulbra no Prudential Concerts - acordes brasileiros. O espetáculo acontece às 20h30min, com ingressos a partir de R$ 50,00 e comercialização on-line pelo site www.acordesbrasileiros2.com.br.
A iniciativa tem como mote explorar a pluralidade dos estilos musicais desenvolvidos no País. Com formação itinerante, o projeto inclui uma camerata formada por músicos locais e a presença de um solista convidado. A estreia, no Rio de Janeiro, contou com o reforço de Gilberto Gil, por exemplo.
No repertório preparado para Porto Alegre constam trabalhos de nomes que vão de Luiz Gonzaga (Xote das meninas) e Edu Lobo (Beatriz) até Netinho (Prefixo de verão), Buchecha (Fico assim sem você) e Dona Onete (Jamburana). Também podem aparecer no programa composições de Villa Lobos, Pixinguinha, Braguinha, Tom Jobim e Chico Buarque. "Vamos provar que uma orquestra pode ser muito versátil. E tudo isso apenas com instrumentos acústicos. Nosso objetivo é fugir deste senso comum de que esse tipo de grupo é algo sério, sisudo", afirma o maestro, completando: "a música orquestrada pode, sim, ser muito divertida".
Com 41 anos, Prazeres é curador artístico e regente titular da Orquestra Sinfônica da Bahia - além de ser também um dos principais convidados da Orquestra Petrobras Sinfônica, no Rio de Janeiro. Nesta segunda experiência, foi, até 2012, assistente de Isaac Karabtchevsky - conhecido dos gaúchos pela direção artística da Ospa entre 2003 e 2010.
Vanessa da Mata é atração no concerto ao longo de quatro faixas. Foram escolhidas Amado; Ai, ai, ai; Não me deixe só; e É tudo que eu quero ter - todas do seu próprio repertório. "Gosto de cantar com orquestra, é diferente do meu trabalho", ressalta a cantora, que lembra de ter uma formação musical eclética na infância. "Escutávamos rádio AM. Não era aquela coisa segregada de ser rádio MPB ou rádio rock... Eu ouvia desde os grupos folclóricos até Tom Jobim, os sertanejos todos, rock'n'roll. Cresci com o ouvido aberto, achando que era possível fazer música de variadas formas."
Nas contas da intérprete, essa é apenas a segunda vez em que se apresenta neste formato. A próxima, entretanto, não demorará a chegar. Em julho, a artista tem compromisso marcado na Holanda, onde se junta à Filarmônica de Rotterdam, de 87 músicos. O programa previsto para a ocasião contempla justamente a obra de Antônio Carlos Jobim.
Crente de que estar no palco passa uma emoção a mais do que ficar gravando em estúdio, Vanessa compara os espetáculos com corpo orquestral ao seu show tradicional, nos quais tem apoio de uma banda. "Com orquestra você não pode errar jamais. Não dá para sair milimetricamente do tempo, errar a forma ou fazer duas vezes o refrão para animar o público", ressalta ela, elogiando a compenetração e o rigor dos músicos.
Além da apresentação no Theatro São Pedro, o Prudential concerts oferece oficinas ministradas pelo maestro Carlos Prazeres a estudantes. Na capital gaúcha, a atividade ocorre na Sala de Música do mesmo centro cultural que recebe concerto. As inscrições se encerraram ontem.
Já os fãs saudosos por um show convencional de Vanessa da Mata também podem se preparar: o lançamento do novo DVD ao vivo deve ocorrer em agosto - com novidades e arranjos inéditos para canções conhecidas. A ideia da cantora é partir em turnê com o espetáculo a partir do segundo semestre.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia