Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 05 de janeiro de 2017. Atualizado às 21h36.

Jornal do Comércio

Viver

COMENTAR | CORRIGIR

cinema

Notícia da edição impressa de 06/01/2017. Alterada em 05/01 às 16h48min

Retratos sociais

Filme do britânico Ken Loach, Eu, Daniel Blake foi vencedor em Cannes ano passado

Filme do britânico Ken Loach, Eu, Daniel Blake foi vencedor em Cannes ano passado


IMOVISION/DIVULGAÇÃO/JC
Longa que apresenta um retrato crítico sobre o sistema de bem-estar social inglês, Eu, Daniel Blake, filme do diretor britânico Ken Loach (de Ventos da liberdade e À procura de Eric), foi o vencedor da Palma de Ouro no Festival de Cannes de 2016. O título é mais uma parceria dele com o roteirista Paul Laverty.
Após sofrer um ataque cardíaco e ser desaconselhado pelos médicos a retornar ao trabalho como marceneiro, Daniel Blake busca receber os benefícios concedidos pela aposentadoria por invalidez. Mas o protagonista esbarra na extrema burocracia do governo, exagerada pelo fato de ele ser um analfabeto digital.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia