Porto Alegre, quarta-feira, 29 de julho de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quarta-feira, 29 de julho de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

ABASTECIMENTO

Notícia da edição impressa de 29/07/2020. Alterada em 29/07 às 15h08min

Corsan pretende investir R$ 22 milhões na rede de água de Nova Petrópolis

Companhia deve iniciar obras com abertura de um poço artesiano

Companhia deve iniciar obras com abertura de um poço artesiano


/MARCELO MOURA/DIVULGAÇÃO/CIDADES
As obras de ampliação da rede de água de Nova Petrópolis foram pauta de uma reunião entre representantes da Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan), prefeito Regis Luiz Hahn e secretários municipais. No encontro, a companhia anunciou a perfuração de um poço artesiano, orçado em aproximadamente, R$ 3 milhões, em agosto deste ano. A perfuração do poço é a primeira fase do projeto, que prevê investimentos na casa de R$ 22 milhões.
O diretor de Expansão da Corsan, Julio Eloi Hofer, apresentou o planejamento completo da companhia para as obras. De acordo com ele, a previsão para a conclusão das obras, em sua totalidade, é de três anos. Porém, a primeira fase desse projeto contempla a perfuração de um poço artesiano, na localidade de São José do Caí, no mês que vem
A perfuração do poço contemplaria uma área de 1.200 metros quadrados, e a nova fonte de água poderá aumentar em até 80% a capacidade atual do sistema de distribuição de água em Nova Petrópolis. Além disso, os engenheiros da companhia projetaram dois cenários possíveis: no caso da água do poço ser potável, sem necessidade de tratamento, uma rede de água de 2 quilômetros será construída, interligando o poço à rede de água já existente. Com a confirmação desse cenário, essa primeira fase das obras seria concluída até o próximo verão.
Caso a água do poço necessite de tratamento, uma rede maior de água precisaria ser implantada, para levar a água até a Estação de Tratamento da Corsan, localizada próximo à Torre de Informações. Nessa condição, a água será transportada por meio de caminhões pipa até a rede de água estar concluída. Para o secretário de Agricultura e Meio Ambiente, Lucas da Costa de Lima, o planejamento é animador. "Nunca estivemos tão perto de uma solução concreta para os problemas que assolam nosso município nos períodos de estiagem. Os projetos apresentados são promissores e a Corsan já realizou visitas técnicas ao local onde o poço será perfurado", enfatizou.
Comentários CORRIGIR TEXTO

EXPEDIENTE

2020