Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 26 de agosto de 2019.

Jornal do Comércio

25/08/2019 - 11h14min.
Alterada em 26/08 às 12h07min
COMENTAR| CORRIGIR

Público prova novidades de cortes em sessões da Vitrine da Carne na Expointer

No primeiro dia da feira, quase 400 pessoas assistiram às lições de Marcelo Bolinha

No primeiro dia da feira, quase 400 pessoas assistiram às lições de Marcelo Bolinha


MARIANA CARLESSO/JC
Patrícia Comunello
Difícil encontrar um lugar na Expointer, maior feira agropecuária da América Latina e que começou nesse sábado (24) em Esteio, no Rio Grande do Sul, que faça tanto sucesso e atraia tanto público como a Vitrine da Carne Gaúcha.
No local, criado pela Federação da Agricultura do Estado (Farsul) e que está no espaço Juntos para Competir, no Pavilhão Internacional, ocorrem sessões diárias às 10h30min, 12h, 14h e 16h30min, com o especialista em carne e churrasco Marcelo Bolinha Conceição, que apresenta novos cortes e dá dicas de preparo.
#JCnaExpointer: Assista a uma provinha de como é a sessão da vitrine 
O público prova ao final de casa sessão a carne que um chef de cozinha prepara. Em cada horário, é um tipo de carne - bovina (diferentes raças), ovina e suína. As demonstrações vão até o sábado (31). É bom chegar sempre um pouco antes de começar para pegar lugar na arquibancada. Nos dois primeiros dias da feira, mais de 700 pessoas já acompanharam as  sessões de cortes.  
Uma novidade este ano vai rolar na quinta-feira (29). Bolinha vai fazer a desossa de uma carcaça de ovino em um minuto.
O especialista em carnes, que tem canal no YouTube e viaja o mundo em busca de novidades para levar a açougues e churrascarias, já está mostrando cortes que fazem sucesso em outros mercados.
Entre eles, está o matambrito (que surgiu no Uruguai), feito com carne suína, ideal para preparar na chapa e que tem uma capinha de gordura. “Caiu no gosto das pessoas porque é fácil de fazer, pode fazer em casa. Virou até corte nobre”, diz Bolinha.
Há mais opções como o Tomahawk, referência ao míssel norte-americano, feito com a área de entrecot com osso comprido.
Outra aposta para atrair o paladar de quem passar pela Expointer é a Garupa de Cordeiro, construída com a desossa da porção traseira do lombo juntamente com a parte superior do pernil - são 12 cortes em um (duas picanhas, alcatras, maminhas, dois filés, contrafilés e vazios). A combinação acentua os diversos sabores da carne de ovelha, garante Bolinha. ”Ideal para fazer no forno”, sugere.
Outras lições passam por novas formas de amarrar e decorar os cortes, numa linha de design da carne para venda em açougue e para os consumidores também arriscaram no preparo em casa. “Usamos muito barbante, o que muda o design e é uma opção nos açougues”, diz o comandante da cena na Vitrine.
Bolinha tem participado de campeonatos mundiais de cortes na Austrália e Nova Zelândia, fontes de inovações que chegam ao Brasil. “Trazemos novos conceitos de estética para a carne, e o Brasil acompanha. Isso gera maior valor agregado”, observa o especialista.
Confira a Vitrine da Carne Gaúcha:
Onde: Espaço Juntos para Competir, no Pavilhão Internacional
Sessões: até 31 de agosto
Opções de horários: 10h30min (ovino), 12h (bovino), 14h (suíno) e 16h30min (bovino)
Novidade na quinta (29): desossa de carcaça de ovino em 1 minuto, às 12h
Pra saber coo chegar à feira, acesse aqui
COMENTAR| CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia