Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 31 de maio de 2018.
Corpus Christi. Dia Mundial de Combate ao Fumo.

Jornal do Comércio

JC Logística

COMENTAR | CORRIGIR

Tecnologia

Notícia da edição impressa de 01/06/2018. Alterada em 31/05 às 18h28min

Inteligência artificial avança em logística

Estudo aponta que, com a ajuda da IA, o setor mudará seu modelo operacional de ações reativas para um paradigma previsível e proativo

Estudo aponta que, com a ajuda da IA, o setor mudará seu modelo operacional de ações reativas para um paradigma previsível e proativo


/FREEPIK.COM/DIVULGAÇÃO/JC
O aumento da adoção de Inteligência Artificial (IA) nas áreas de consumo e empresarial, juntamente com as redes logísticas físicas e digitais, impulsionará novos níveis de criação de valor, revela relatório conjunto produzido pela DHL, empresa global de logística, e a IBM.
A estimativa é que os players da cadeia de suprimentos possam se aproveitar dos benefícios e das oportunidades dessa tecnologia agora que desempenho, acessibilidade e custos estão mais favoráveis. Embora a IA já seja onipresente na esfera do consumidor, como demonstrado pelo rápido crescimento de aplicações de assistente de voz, a DHL e a IBM observaram que essas tecnologias estão se desenvolvendo rapidamente e possibilitando que novas aplicações sejam adicionadas ao setor de logística. Isso pode, por exemplo, ajudar os prestadores de logística a enriquecer a experiência do consumidor por meio de engajamento conversacional e realizar a entrega de artigos até mesmo antes que o cliente faça o pedido.
O vice-presidente sênior e chefe global de Inovação da DHL, Matthias Heutger, afirma que as condições de tecnologia, negócio e sociedade de hoje favorecem uma mudança maior de paradigma para operações logísticas previsíveis e proativas que em qualquer outro período da história. "Uma vez que o progresso tecnológico na área de IA está se desenvolvendo a um ritmo elevado, acreditamos que temos a obrigação de explorar, junto com nossos clientes e funcionários, como a inteligência artificial moldará o futuro do setor de logística", relata.
Muitos setores foram bem-sucedidos na adoção de IA em suas operações diárias, como o setor de engenharia e manufatura. A inteligência artificial está sendo utilizada nas linhas de produção para ajudar a otimizar a produção e manutenção através do reconhecimento de imagem e interfaces conversacionais. No setor automotivo, a IA está sendo utilizada exaustivamente para aprimorar as capacidades de autoaprendizado dos veículos autônomos.
O estudo aponta que, com a ajuda da IA, o setor de logística mudará seu modelo operacional de ações reativas para um paradigma previsível e proativo, criando visões melhores a custos favoráveis nas atividades de backoffice, operacionais e voltadas para o consumidor. Essas tecnologias podem, por exemplo, utilizar o reconhecimento de imagem avançado para rastrear a condição das remessas e ativos, possibilitar autonomia completa ao transporte, ou prever flutuações dos volumes de remessa mundiais antes que aconteçam. Além disso, de acordo com o relatório, a IA tem aumentado as capacidades humanas e eliminado o trabalho rotineiro. Isso mudará o foco das forças de trabalho de logística para um trabalho mais significativo e com valor agregado.
"A tecnologia está transformando as cadeias de valor tradicional do setor de logística, e os ecossistemas estão reformulando as empresas, as indústrias e as economias", relata o líder da Indústria Global da IBM no Setor de Frete, Logística e Ferroviário, Keith Dierkx. Segundo ele, ao utilizar IA nos processos centrais, as empresas podem investir mais em pontos cruciais do crescimento estratégico para modernizar ou eliminar sistemas de aplicações existentes. "Isso pode tornar ativos e infraestrutura existentes mais eficientes, ao mesmo tempo em que a força de trabalho ganha mais tempo para aprimorar suas habilidades e capacidades", reforça.
No relatório, a DHL e a IBM concluem que a inteligência artificial se tornará tão onipresente no setor industrial quanto já é no mundo do consumidor. A IA transformará o setor de logística em um ramo proativo, previsível, automatizado e personalizado.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia