Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 22 de junho de 2017. Atualizado às 23h49.

Jornal do Comércio

Viver

COMENTAR | CORRIGIR

acontece

Notícia da edição impressa de 23/06/2017. Alterada em 22/06 às 17h38min

Mais diálogo

Frederico Vittola e Lucas Prado na peça As trevas ridículas

Frederico Vittola e Lucas Prado na peça As trevas ridículas


PEDRO MENDES/DIVULGAÇÃO/JC
O espetáculo As trevas ridículas, do alemão Wolfram Lotz, volta em cartaz de sexta-feira a domingo, sempre às 20h, no Teatro do Goethe-Institut (24 de Outubro, 112).
Pela primeira vez encenado no Brasil, o texto é inspirado em Coração das trevas, romance de Joseph Conrad, em Apocalypse Now, de Francis Ford Coppola, e também em fatos reais de grande repercussão internacional, como o do tribunal alemão que julgou o primeiro caso de pirataria em quase 400 anos.
A peça conta a história de dois militares que saem em busca do primeiro-tenente Deutinger, que teria enlouquecido. O espetáculo questiona a história colonial em busca da construção de mais diálogos à realidade pós-colonial. A direção é de Alexandre Dill, do Grupo Jogo. Os ingressos custam R$ 40,00.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia