Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 28 de junho de 2017. Atualizado às 22h16.

Jornal do Comércio

Panorama

COMENTAR | CORRIGIR

acontece

Notícia da edição impressa de 29/06/2017. Alterada em 28/06 às 16h32min

Resistência feminina

Ariane Oliveira expõe Da delicadeza como última casa da revolta na Ecarta

Ariane Oliveira expõe Da delicadeza como última casa da revolta na Ecarta


ECARTA/DIVULGAÇÃO/JC
Abre para visitação hoje a mostra Da delicadeza como última casa da revolta, de Ariane Oliveira, na Galeria Ecarta (João Pessoa, 943). A exposição fica em cartaz até 30 de julho, com entrada franca, de terça a sexta-feira, das 10h às 19h; sábados, das 10h às 20h; e domingos, das 10h às 18h.
O projeto foi selecionado pelo último edital da Fundação Ecarta e reúne trabalhos recentes da jovem artista - acadêmica de Artes Visuais na Ufrgs - costurando imagem, traço, pinceladas em aquarela, além de discurso verbal. De acordo com Ariane, que elabora o seu fazer artístico e a sua pesquisa a partir da poética do corpo, a mostra visa tornar possível um espaço-tempo (casa) para a revolta, sendo a delicadeza refúgio último para os corpos que desejam escapar das opressões cotidianas.
A outra mostra selecionada pelo edital, No desenrolar, de Natalia Schul, também trata de questões da mulher e seu corpo. A abertura será em 29 de setembro.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia