Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 07 de novembro de 2016. Atualizado às 21h40.

Jornal do Comércio

Panorama

COMENTAR | CORRIGIR

música

Notícia da edição impressa de 08/11/2016. Alterada em 07/11 às 17h09min

Angela Ro Ro sobe ao palco em Porto Alegre

Angela Ro Ro se apresenta hoje no Sgt. Peppers

Angela Ro Ro se apresenta hoje no Sgt. Peppers


BOB WOLFENSON/DIVULGAÇÃO/JC
Cristiano Vieira
"Cara, faz muito tempo que não apareço em Porto Alegre, mas já fui sim. Não sei porque não me convidaram mais", explica, bem-humorada, Angela Ro Ro ao telefone, no início da entrevista. Convite novo feito, convite aceito: hoje, às 21h, ela estará no palco do Sgt. Peppers (Quintino Bocaiúva, 256) apresentando clássicos como Amor, meu grande amor e Tola foi você dentro do projeto Noites especiais, liderado por Antonio Villeroy.
Foi em 1979 que Angela lançou o seu primeiro disco e no qual já constavam as canções citadas acima. Amor, meu grande amor, por exemplo, é um tremendo sucesso (novamente) nos anos 1990 por meio de uma regravação do Barão Vermelho. "Eu jamais pensei que uma baladinha simples, mas com letra sedutora da Ana Terra, fosse fazer tanto sucesso. É uma canção que entrou de última hora no primeiro LP", relembra ela, rindo.
Em dezembro de 1979, Amor meu grande amor foi apelidada, pelo Jornal do Brasil, "a sensação do ano". Logo após, Maria Bethânia gravou Gota de sangue, escrita por Angela, no disco Mel. A partir de então, a fila de artistas que gravaram músicas da compositora e cantora carioca não parou de crescer: Marina Lima, Frenéticas, Alcione, Simone, Gal Costa e Ney Matogrosso, para citar alguns. "É uma alegria imensa um artista gravar uma canção sua. Obviamente que a Bethânia atinge um público maior, o que também é ótimo", relembra ela.
Todas as canções do disco de estreia de Angela Ro Ro, e que estão no repertório dos shows que ela apresenta pelo Brasil, são dela. O disco é permeado pelo blues, ritmo norte-americano que, desde o começo dos anos 1970 vinha dialogando com a MPB.
Algumas canções deste primeiro trabalho entraram para a história da música e marcaram alguns personagens da cultura brasileira. Ela se lembra da reação que o baiano Caetano Veloso teve ao ouvir uma das faixas. "Nos conhecemos em Londres, durante o exílio dele. Quando Caetano voltou ao Brasil, me visitou no estúdio onde eu gravava. De repente, um dos técnicos colocou Não há cabeça para tocar. Ele ficou emocionadíssimo e chorou muito. É lindo quando você consegue tocar a alma de alguém da arte", conta, emocionada.
No show de hoje à noite, Angela será acompanhada pelo músico Ricardo MacCord no teclado. "Ele é meu maestro do coração. Estamos há 30 anos juntos fazendo música", avisa. Além de canções suas, o repertório deve ter sucessos como Ne me quitte pas e Night and day - "pode ser que tenha algo dos Beatles também, em homenagem ao bar...", avisa, rindo.
Aliás, o bom-humor marca o bate-papo com a cantora, que diz se sentir, hoje, mais jovial do que aos 20 anos. "E isso não tem a ver com juventude, mas com disposição. Eu só andava de carro, não fazia nada. Hoje, tenho uma daquelas carteirinhas de velho, sabe? Ando de metrô apertadinha, no meio de todo mundo, caminho, faço pilates", relata.
Questionada se a Angela de hoje vive uma fase zen, longe dos excessos, ela ri antes de responder: mudou sim, mas porque percebeu que, para preservar sua obra e sua voz, precisava ser diferente. "Parei de fumar, de beber, de sei mais o que. Isso me deu mais fôlego para continuar em frente. Eu não troco um dia da minha vida pela de ninguém. Sou muito feliz sendo eu", completa. Os ingressos custam R$ 200,00, à venda no local.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia