Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 11 de agosto de 2016. Atualizado às 20h58.

Jornal do Comércio

Viver

COMENTAR | CORRIGIR

CINEMA

Notícia da edição impressa de 12/08/2016. Alterada em 11/08 às 17h15min

Registro de uma época

São Paulo em Hi-Fi destaca a noite gay na cidade entre os anos 1960 e 1980

São Paulo em Hi-Fi destaca a noite gay na cidade entre os anos 1960 e 1980


CIGANO FILMES/DIVULGAÇÃO/JC
Vencedor de prêmios em festivais como o 18º Queer Lisboa, o documentário São Paulo em Hi-Fi resgata a era de ouro da noite gay paulistana, promovendo uma viagem pelas décadas de 1960, 1970 e 1980. A direção é de Lufe Steffen, que já colocou em foco o mesmo tema - mas na contemporaneidade - no filme A volta da Pauliceia Desvairada.
Na narrativa, o realizador destaca as casas noturnas que marcaram época, as estrelas, as transformistas, os heróis da cena, a relação com a ditadura militar e a explosão da Aids. Ao longo das gravações, registradas em junho de 2013, a equipe entrevistou cerca de 20 pessoas, que revelaram suas memórias e experiências. Nos depoimentos, aparecem o escritor João Silvério Trevisan, o jornalista Celso Curi - autor da primeira coluna gay do jornalismo brasileiro, em 1976 - e o historiador norte-americano James Green.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia