Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 12 de maio de 2016. Atualizado às 20h00.

Jornal do Comércio

Viver

COMENTAR | CORRIGIR

cinema

Notícia da edição impressa de 13/05/2016. Alterada em 12/05 às 20h00min

Drama em família

Jesse Eisenberg e Devin Druid contracenam em Mais forte que bombas

Jesse Eisenberg e Devin Druid contracenam em Mais forte que bombas


JAKOB ILRE/DIVULGAÇÃO/JC
Selecionado para a mostra Um certo olhar do Festival de Cannes de 2011 com Oslo, 31 de agosto, o dinamarquês Joachim Trier estreia no cinema norte-americano com Mais forte que bombas. O título acompanha um jovem (papel de Jesse Eisenberg) que retorna para a casa de sua família.
O motivo por trás da volta do protagonista, Jonah, é uma exposição em homenagem à fotógrafa Isabelle Reed (Isabelle Huppert), três anos após sua morte prematura. O personagem é um dos filhos da artista e agora precisa reencontrar seus familiares. Nesse período, ele é forçado a passar mais tempo com seu pai (Gabriel Byrne) e com seu irmão (Devin Druid) do que ele passou ao longo de anos. Sob o mesmo teto, os três lutam para reconciliar seus sentimentos em relação à falecida  - da qual se lembram de maneiras diferentes. O roteiro foi escrito em parceria com Eskil Vogt - com quem o diretor já trabalhou em longas anteriores.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia