Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 12 de maio de 2016. Atualizado às 18h47.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

Governo Federal

12/05/2016 - 18h48min. Alterada em 12/05 às 18h48min

Febraban: Temer assume em momento difícil, mas com expectativas positivas

O vice-presidente Michel Temer assume a presidência da República em um momento difícil, mas acompanhado de expectativas positivas, na opinião do presidente da Federação Brasileira de Bancos (Febraban), Murilo Portugal. "A Febraban associa-se aos que veem na nova equipe de governo capacidade de superar os desafios econômicos, e manifesta seu apoio, em especial, aos novos ministros da Fazenda, Henrique Meirelles, e do Planejamento, Romero Jucá", destacou ele, em nota à imprensa.
Portugal ressaltou a experiência profissional "exitosa" de Meirelles, com passagens nos setores público e privado. Afirmou ainda que ele tem consciência da importância de recuperar a disciplina fiscal e a sustentabilidade da dívida pública, de manter a inflação baixa e estável como "condições necessárias" para o crescimento da economia brasileira em "bases duradouras".
Sobre Jucá, o presidente da Febraban destacou a experiência política e administrativa do ministro. De acordo com Portugal, ele tem as "qualidades necessárias" ao Planejamento e gestão das prioridades orçamentárias e à articulação do apoio político "essencial" à aprovação das medidas legislativas que dependem do aval do Congresso.
"A Febraban manifesta seu empenho de colaborar com a nova equipe de governo e reitera seu compromisso de trabalhar pelo bom funcionamento do sistema bancário e pelo desenvolvimento sustentável do Brasil", disse Portugal, em nota.
O Senado aprovou, nesta manhã, o afastamento da presidente Dilma Rousseff e a instauração do processo de impeachment contra a petista por crime de responsabilidade por 55 votos a favor e 22 contra. Em seu lugar, assume o vice-presidente Michel Temer, que acaba de ser empossado como presidente interino, durante os 180 dias do afastamento da petista.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia