Porto Alegre, segunda-feira, 03 de agosto de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
segunda-feira, 03 de agosto de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

ENSINO SUPERIOR

Notícia da edição impressa de 30/07/2020. Alterada em 03/08 às 14h54min

Univates começa a construção de residencial estudantil em Lajeado

Com investimento de R$ 30 milhões, apartamentos podem abrigar até 445 estudantes da universidade

Com investimento de R$ 30 milhões, apartamentos podem abrigar até 445 estudantes da universidade


/UNIVATES/DIVULGAÇÃO/CIDADES
Foi iniciada obra de construção do residencial estudantil da Universidade do Vale do Taquari (Univates). O local, que fica em frente ao prédio 16 do campus em Lajeado, funcionará como uma residência onde a prioridade de locação será dada aos alunos da instituição. A previsão é que a obra fique pronta em um ano e meio.
Essa é uma construção que está no planejamento da universidade há cerca de 10 anos, e que é feita em parceria com a empresa Mitre Share, de São Paulo, que atua na área da construção civil e que, por sua vez, tem parceria com uma empresa estrangeira especializada em administração de residenciais estudantis. A construtora será responsável por custear o empreendimento, avaliado em mais de R$ 30 milhões, e administrar o condomínio, em parceria com a Univates.
A residência poderá abrigar até 445 estudantes em seus seis andares, divididos entre dois blocos de apartamentos. Serão disponibilizados quartos individuais ou para até quatro pessoas e cada apartamento terá banheiro e ar condicionado. Além disso, haverá área de conveniência e de estudos, cozinha individual e compartilhada.
O residencial terá disponibilidade de vagas para estacionamento e além desse, as vagas disponíveis no campus poderão ser acessadas por seus moradores. A segurança também é garantida: o acesso ao residencial se dará por identificação biométrica ou com a cartão estudantil. No térreo do prédio haverá um espaço para estabelecimentos comerciais definidos conforme a preferência dos estudantes.
Para estudantes de determinados cursos da Univates, existe a possibilidade de incluir na mensalidade dos estudos o valor do aluguel da moradia, que compreende também os gastos com água, luz e internet. Um norte para a elaboração do projeto da construção foram as respostas dos estudantes da Univates a um questionário apontando a preferência por ambientes e por valores de aluguel. "É um espaço também para receber os alunos de intercâmbio internacional. Será um atrativo para trazer estudantes de fora do Vale do Taquari também", comenta o reitor da universidade, professor Ney José Lazzari.
Será oferecido um aplicativo em que os moradores possam cadastrar suas características e gostos pessoais, para que assim possam escolher com quem desejam dividir o quarto. Outro aplicativo que será disponibilizado terá o papel de fazer o agendamento para utilização dos serviços, como o da lavanderia. A partir dele, o estudante morador do residencial fará a reserva de uma máquina de lavar roupas, por exemplo, garantindo assim que poderá fazer o serviço no horário desejado.
Comentários CORRIGIR TEXTO

EXPEDIENTE

2020