Porto Alegre, segunda-feira, 20 de julho de 2020.
Dia do Amigo.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
segunda-feira, 20 de julho de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Infraestrutura

Notícia da edição impressa de 04/05/2020. Alterada em 04/05 às 16h07min

Mazer abre unidade de geradores de energia solar em Porto Alegre

Rogério Fluzer admite que investir neste momento é um desafio

Rogério Fluzer admite que investir neste momento é um desafio


/Mazer Distribuidora/Divulgação/jc
Jefferson Klein
Mesmo em um momento de dificuldade da economia devido à pandemia do coronavírus, o grupo Mazer manteve o planejamento de implementar uma distribuidora de geradores fotovoltaicos na capital gaúcha. Atualmente, a empresa faz a montagem dos aparelhos em Curitiba, mas, até o fim da primeira quinzena de maio, dividirá essa atribuição com sua nova unidade, que ficará na avenida Severo Dullius, próxima ao aeroporto Salgado Filho.
A Mazer Distribuidora, que trabalha com produtos de TI há 23 anos, iniciou, há dois, os serviços envolvendo sistemas fotovoltaicos de produção de energia. De acordo com o diretor-presidente do grupo, Rogério Fluzer, a ideia de instalar a unidade em Porto Alegre foi pensada ainda em 2019, antes da propagação do coronavírus. O executivo comenta que um dos motivos para operar a planta na capital gaúcha foi a questão logística. Ele ressalta que a movimentação dos materiais, alguns pesados e volumosos e outros frágeis, é algo complexo, ou seja, quanto menor for a distância de deslocamento, mais eficiente o processo.
Fluzer admite que se trata de um desafio inaugurar um negócio neste momento; contudo, a companhia resolveu não postergar o projeto. O diretor-presidente da Mazer Distribuidora ressalta que muitas concessionárias de energia, neste período de pandemia, estão dando prioridade para a manutenção de suas redes elétricas ao invés das vistorias para implantação dos sistemas fotovoltaicos. No entanto, ele argumenta que a nova unidade facilitará o atendimento do mercado local, quando começar a recuperação da economia.
Conforme Fluzer, nos últimos dois anos, o custo do painel fotovoltaico caiu 52%, o que torna esse tipo de geração de energia ainda muito competitivo. O executivo afirma que, para concretizar a planta de montagem dos geradores fotovoltaicos em Porto Alegre, o maior investimento necessário é quanto ao capital de giro, que, no caso, é de aproximadamente R$ 15 milhões. Ele explica que o restante dos aportes é empregado na locação de espaço (da transportadora TA), na readequação de pavilhões, entre outras iniciativas.
A unidade porto-alegrense terá capacidade para a produção e a entrega de até 100 geradores fotovoltaicos por dia. Fluzer ressalta que a demanda gaúcha é oriunda, principalmente, de pequenos comércios e residências. Os equipamentos que serão utilizados para montar os geradores solares, como inversores (que tratam da corrente elétrica) e painéis, são importados da China. O dirigente relata que, em janeiro e fevereiro, ocorreram problemas com as remessas vindas do país asiático, por conta do coronavírus, mas, posteriormente, a situação logística começou a melhorar.
Comentários CORRIGIR TEXTO

EXPEDIENTE

2020