Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 24 de abril de 2018.

Jornal do Comércio

Cultura

COMENTAR | CORRIGIR

ACONTECE

Notícia da edição impressa de 25/04/2018. Alterada em 24/04 às 17h20min

Instituto Ling tem programação variada nesta quarta e quinta-feira

Jazz com sotaques de sonoridades brasileiras do Amaro Freitas Trio está entre as atrações

Jazz com sotaques de sonoridades brasileiras do Amaro Freitas Trio está entre as atrações


RAFA MEDEIROS/DIVULGAÇÃO/JC
A agenda do Instituto Ling (João Caetano, 440) inclui design e música nesta quarta (25) e quinta-feira (26). Hoje, a partir das 19h45min, a atração é o curso Moda e decoração, com Giselle Padoin. Amanhã, o local recebe um show do Amaro Freitas Trio, às 20h. Entradas para a primeira atividade custam R$ 100,00; para a segunda, R$ 40,00. Ingressos e inscrições pelo site do instituto.
Curadora independente e pesquisadora de moda e arte, Giselle Padoin fala sobre Madame Lanvin, personalidade que entendia a moda de maneira ampla, associando-a a um estilo de vida. Ela foi uma das primeiras designers a criar quatro coleções anuais e integrar linhas de noiva, beleza, moda masculina, acessórios e sportswear.
Já o Amaro Freitas Trio traz uma reconstrução do jazz com sotaques de sonoridades brasileiras. No espetáculo, os músicos apresentam o repertório de Sangue negro, álbum que marca a estreia do pianista pernambucano que dá nome ao trio. Ao lado dele, sobem ao palco Jean Elton (baixo) e Hugo Medeiros (bateria), destacando minimalismo, bebop, afrojazz, samba, frevo e balada em canções autorais. Os três conquistaram o Prêmio Mimo Instrumental de 2016, e disco foi considerado um dos melhores lançamentos de jazz daquele mesmo ano.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia