Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 25 de maio de 2017. Atualizado às 23h08.

Jornal do Comércio

Viver

COMENTAR | CORRIGIR

no palco

Notícia da edição impressa de 26/05/2017. Alterada em 25/05 às 17h36min

Loucura cotidiana

Grupo mineiro Pigmalião escultura que mexe apresenta peça O quadro de todos juntos

Grupo mineiro Pigmalião escultura que mexe apresenta peça O quadro de todos juntos


/AURORA MAJNONI/DIVULGAÇÃO/JC
Um dos maiores grupos de teatro de bonecos do País, o mineiro Pigmalião escultura que mexe apresenta O quadro de todos juntos, sexta-feira, às 19h, no Teatro Sesc Centro (Alberto Bins, 665). Atores e bonecos em tamanho natural retratam uma família de porcos que une Foucault e Goya para contar uma história que sobre loucuras cotidianas.
A ideia surgiu do livro Escola da loucura, de Michel Foucault (1926-1984). A partir de visitas a um hospital psiquiátrico e a análise do quadro A família de Carlos IV, pintura de Francisco de Goya (1746-1828), o grupo construiu a personalidade dos personagens. 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia