Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 01 de dezembro de 2016. Atualizado às 21h14.

Jornal do Comércio

Viver

COMENTAR | CORRIGIR

cinema

Notícia da edição impressa de 02/12/2016. Alterada em 01/12 às 17h20min

Romances de diferentes gerações

Mundos opostos é um drama romântico grego dirigido, roteirizado e interpretado por Christoforos Papakaliatis, tendo ainda no elenco o vencedor do Oscar J.K. Simmons. O longa consiste em três narrativas separadas, cada uma seguindo uma história de amor entre um estrangeiro e um grego. Cada história representa uma geração diferente se apaixonando durante um período de turbulência socioeconômica que domina o Sul da Europa como um todo. As tramas se conectam como uma única história no final.
A localização e a época em que o filme se passa foi influenciada pela situação política atual, com foco no constante crescimento do desemprego, além do número de aceleração de imigrantes ilegais que entram e a ascensão de um partido sociopolítico extremista e violento na Grécia. Mundos opostos, no entanto, ultrapassa esses elementos específicos da cultura no país ao focar no amor, no medo e nos valores familiares.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia