Porto Alegre, quarta-feira, 13 de abril de 2022.
Aniversário da cidade de Fortaleza/CE. Dia dos Jovens.
Porto Alegre,
quarta-feira, 13 de abril de 2022.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Guerra na Ucrânia

- Publicada em 13/04/2022 às 15h54min.

Biden autoriza mais US$ 800 mi em assistência à segurança para Ucrânia

O montante deve incluir armas e munições, diz o governo americano

O montante deve incluir armas e munições, diz o governo americano


MANDEL NGAN/AFP/JC
A Casa Branca afirma, em comunicado publicado nesta quarta-feira (13) que o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, autorizou o envio de mais US$ 800 milhões em "assistência à segurança" para a Ucrânia. Biden falou mais cedo com o presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, e adiantou a ele a informação. Além de mais armas de modelos já enviados anteriormente, o país europeu receberá "helicópteros adicionais", segundo o texto.
A Casa Branca afirma, em comunicado publicado nesta quarta-feira (13) que o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, autorizou o envio de mais US$ 800 milhões em "assistência à segurança" para a Ucrânia. Biden falou mais cedo com o presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, e adiantou a ele a informação. Além de mais armas de modelos já enviados anteriormente, o país europeu receberá "helicópteros adicionais", segundo o texto.
O montante deve incluir armas e munições, diz o governo americano. "Enquanto a Rússia se prepara para intensificar seu ataque na região de Donbass, os Estados Unidos continuarão a fornecer à Ucrânia a capacidade para se defender sozinha."
Biden diz que o novo pacote contém muitas das armas "altamente eficazes" já enviadas anteriormente. Os EUA afirmam ainda que continuam a facilitar a transferência de apoio dos aliados pelo mundo para a Ucrânia.
Agência Estado
Conteúdo Publicitário
Comentários CORRIGIR TEXTO