Porto Alegre, quinta-feira, 03 de dezembro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quinta-feira, 03 de dezembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

pandemia

- Publicada em 12h54min, 03/12/2020. Atualizada em 14h56min, 03/12/2020.

BM e prefeitura irão intensificar fiscalização de festas clandestinas até domingo

Moinhos de Vento será um dos bairros com maior atuação dos agentes

Moinhos de Vento será um dos bairros com maior atuação dos agentes


SMSEG/PMPA/DIVULGAÇÃO/JC
A prefeitura de Porto Alegre e a Brigada Militar (BM) decidiram intensificar a fiscalização entre quinta-feira (3) e domingo (6) das festas clandestinas na Capital, após novas restrições anunciadas pelo governo do Rio Grande do Sul nesta semana. Agentes da Diretoria de Fiscalização da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico (SMDE) e da Guarda Municipal, em conjunto com a BM, percorrerão os bairros com maiores índices de infrações, como Cidade Baixa, Moinhos de Vento e os do 4º Distrito.
A prefeitura de Porto Alegre e a Brigada Militar (BM) decidiram intensificar a fiscalização entre quinta-feira (3) e domingo (6) das festas clandestinas na Capital, após novas restrições anunciadas pelo governo do Rio Grande do Sul nesta semana. Agentes da Diretoria de Fiscalização da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico (SMDE) e da Guarda Municipal, em conjunto com a BM, percorrerão os bairros com maiores índices de infrações, como Cidade Baixa, Moinhos de Vento e os do 4º Distrito.
No domingo, a fiscalização será feita na região das ilhas a fim de verificar as atividades nas marinas. Segundo a prefeitura, desde março, quando começou a pandemia do novo coronavírus, mais de mil fiscalizações em eventos, casas noturnas e vias públicas foram registradas.
"A capacidade de contágio da doença é alta e precisamos de uma postura responsável de todos”, frisou o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Leonardo Hoff. Confira as restrições que já estão em vigor.
Comentários CORRIGIR TEXTO