Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 11 de março de 2020.

Jornal do Comércio

Vídeos JC

COMENTAR

Jornal da Lei


Combate ao feminicídio exige ações da Segurança Pública e da família

Publicado em .

A chefe da Polícia do Rio Grande do Sul, a delegada Nadine Anflor, fala que o monitoramento de casos de feminicídio de 2019 indicou que o maior número ocorre dentro da casa da vítima. Por isso, Nadine diz que as ações terão de passar por conscientização das famílias, além da ação da Segurança Pública. Confira a íntegra da entrevista no Jornal da Lei
Esta seção tem o apoio
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia