Porto Alegre, segunda-feira, 31 de maio de 2021.
Dia Mundial de Combate ao Fumo.
Porto Alegre,
segunda-feira, 31 de maio de 2021.

Galeria de imagens

Manaus enfrenta cheia do Rio Negro que alaga região histórica da capital

Manaus enfrenta uma das piores cheias do Rio Negro. O nível da água subiu para 29,97m, e a cheia deste ano se igualou ao recorde histórico de 2012. O centro foi uma das áreas mais afetadas na capital. A água que invade pouco a pouco ruas e avenidas históricas tomou a praça Praça XV de Novembro, no Centro Histórico de Manaus, onde está localizada a Catedral Metropolitana de Manaus - Nossa Senhora da Conceição, mais conhecida como Catedral de Manaus. As fortes chuvas são a principal causa das cheias de toda bacia do Rio Negro, que começa na Colômbia e banha toda a região Norte do Amazonas. Em todo o estado, dos 62 municípios, 58 já foram afetados. Em março, o Serviço Geológico do Brasil (CPRM) chegou a fazer uma previsão e disse que o Rio Negro ultrapassaria os 29 metros. As cheia são frequentes no estado, mas das 11 maiores cheias enfrentadas na capital nos últimos 100 anos, sete ocorreram desde 2009. 
 

FOTO Márcio Melo / Seminf/ Divulgação/ JC
31/05/2021 - 21h17min