Porto Alegre, segunda-feira, 07 de dezembro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
segunda-feira, 07 de dezembro de 2020.

Galeria de imagens

Dezenas vão às ruas de São Paulo em memória de artista negro morto por PM

Dezenas de manifestantes foram às ruas da Vila Madalena no sábado (5), em São Paulo, para homenagear o artista NegoVila, morto por um policial militar no dia 29 de novembro. O grupo utilizava camisetas com o rosto de NegoVila enquanto caminhavam pelo bairro pedindo justiça. Frases como "Todo Nego é Nego Vila" e "Nego Vila eterno" estampavam bandeiras e roupas. Eles passaram pelo Beco do Batman, conhecido pelos grafites coloridos, que foi pintado de preto em homenagem ao artista. Wellington Copido Benfati, conhecido como NegoVila Madalena, foi morto aos 40 anos por um policial à paisana após uma discussão. Segundo o relato de testemunhas, o sargento da Polícia Militar Ernest Greco Granaro, de 34 anos, atirou contra o peito do artista enquanto ele estava deitado no chão, sem representar qualquer tipo de risco. Ernest foi detido em flagrante por outros policiais militares e foi indiciado por homicídio na Polícia Civil.
 

FOTO Elineudo Meira/Divulgação/JC