Porto Alegre, sexta-feira, 01 de maio de 2020.
Dia do Trabalho.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sexta-feira, 01 de maio de 2020.

Galeria de imagens

As marcas do coronavírus em Porto Alegre: avenida Protásio Alves vazia

Com a flexibilização permitindo a retomada de setores, algumas imagens vão ficar para a história da pandemia de coronavírus e como isso afetou Porto Alegre. Avenidas que costumam ficar abarrotadas na largada do dia ficaram por mais de 40 dias com uma fisionomia inusitada como a Protásio Alves (foto), na segunda-feira (27), que, por volta das 8h30min, estava com pista limpa, sem nenhum veículo trafegando. O corredor, neste horário, estaria repleto de ônibus, principalmente em direção ao Centro, que é o grande hub do transporte na Capital. Além da avenida vazia, também o silêncio marca o momento, pela ausência do ruído e barulho provocado por motores e buzinas. É possível ouvir os passarinhos na região do bairro Petrópolis, mesmo no primeiro dia útil da semana. Outro 'ganho' da vida na pandemia foi a menor emissão de poluentes, que caiu 22% nas partículas inaláveis de até 2,5 micrometros (mais nocivas à saúde) e até 75% nas partículas entre 2,5 e 10 micrometros (menor risco à saúde).
 

FOTO PATRICIA COMUNELLO/ESPECIAL/JC
01/05/2020 - 11h33min