Porto Alegre, quinta-feira, 23 de maio de 2019.

Jornal do Comércio

Galeria de imagens

Presos aprendem crochê e desfilam trabalhos em penitenciária de Guarulhos

Quando aqui, no Rio Grande do Sul, há falta de vagas para detentos e que são colocados em viaturas da Brigada Militar em frente ao Palácio da Polícia, na movimentada avenida Ipiranga, em Guarulhos, São Paulo, presos e presidiárias desfilam e retomam uma parte da sua autoestima de antes da condenação. Na foto, uma modelo apresenta criação dos estilistas de roupas de crochê. O desfile, na quarta-feira (22), faz parte do projeto Ponto Firme, na penitenciária de segurança máxima Adriano Marrey em Guarulhos. Os detentos estão no projeto usando a costura para ajudar a reabilitar os condenados e condenadas e dar-lhes uma outra chance de reiniciar uma nova vida após o cumprimento de suas penas. É um bom modelo a ser seguido. Mas, com cadeias tendo vagas e local para os desfiles serem apreciados pelos demais detentos, é claro.
 

FOTO MIGUEL SCHINCARIOL/AFP/JC
23/05/2019 - 12h51min