Porto Alegre, terça-feira, 23 de outubro de 2018.
Dia da Aviação e do Aviador.

Jornal do Comércio

Galeria de imagens

Fragmentos do crânio Luzia são encontrados em meio aos destroços do Museu Nacional

Fragmentos do crânio Luzia, o antigo fóssil mais antigo das Américas, com 12 mil anos, foram encontrados em meio aos destroços do Museu Nacional, no Rio de Janeiro. A peça estava perdida, junto com muitas outras, desde o incêndio que consumiu o local em setembro. Embora grande parte do fóssil tenha sido afetada pelo fogo e tenha sofrido mudança de cor, ao menos 80% dos fragmentos foram recuperados e poderão ser restaurados. Partes da testa, do nariz e do fêmur do esqueleto também foram encontrados próximos ao crânio. O trabalho de arqueologia ainda não foi retomado de forma oficial nos escombros do museu e a fase de restituição ainda é inicial, com o escoramento das paredes da construção para que não hajam desabamentos.
 

FOTO CARL DE SOUZA/AFP/JC/