Porto Alegre, segunda-feira, 22 de junho de 2020.
Dia do Aeroviário.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
segunda-feira, 22 de junho de 2020.
Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

Grêmio

22/06/2020 - 17h42min. Alterada em 22/06 às 18h02min

'O Renato é assunto médico; ele volta quando tiver orientação médica', diz Bolzan

'Fiquei menos de uma hora na praia, dei um mergulho e dois chutes na bola. Isso é algum crime?'

'Fiquei menos de uma hora na praia, dei um mergulho e dois chutes na bola. Isso é algum crime?'


LUCAS UEBEL/GRÊMIO FBPA/DIVULGAÇÃO/JC
Patrícia Comunello
A fotografia do técnico do Grêmio, Renato Portaluppi, jogando bola na praia no Rio de janeiro, que virou post em site de fofoca, repercute em meio à expectativa de continuidade ou não de treinos. Em live pelo Instagram, o presidente Tricolor, Romildo Bolzan Junior, disse, na semana passada, que "o Renato é um assunto médico. Ele volta quando tiver orientação de seus médicos". 
A fotografia do técnico do Grêmio, Renato Portaluppi, jogando bola na praia no Rio de janeiro, que virou post em site de fofoca, repercute em meio à expectativa de continuidade ou não de treinos. Em live pelo Instagram, o presidente Tricolor, Romildo Bolzan Junior, disse, na semana passada, que "o Renato é um assunto médico. Ele volta quando tiver orientação de seus médicos". 
Os treinos mesmo individuais podem ser interrompidos, pois Porto Alegre entrou na bandeira vermelha do distanciamento controlado no Rio Grande do Sul, que impediria as atividades.
Bolzan participou de live do JC Explica falando sobre o impacto da pandemia no Grêmio. Pessoas que acompanhavam a transmissão perguntaram se, caso voltassem os treinos, o ídolo dos gremistas voltaria a Porto Alegre para comandar os treinamentos. 

O que Bolzan disse em live no JC Explica no Instagram:

O presidente respondeu que tem falado por telefone com o técnico. "Ele tá tranquilo. A vinda é uma questão médica", pontuou. "O Grêmio não vai pedir para ele voltar sem que os médicos tenham dado orientação", reforçou o presidente. 
A manutenção do treinador no Rio tem relação com fatores de risco associados ao coração. Renato fez dois procedimentos, um deles no começo do ano, para resolver uma arritmia crônica. "Ele vai ter que circular para voltar para cá. Não sei se os médicos vão autorizar ele a fazer isso", citou ainda Bolzan Jr. 
O Grêmio lançou nota dizendo que não comentaria atitudes de "foro privado praticadas por seus profissionais". "A instituição reitera que determinou a todos rigor e atenção à observância dos mesmos procedimentos sanitários estabelecidos para cumprimento no Centro de Treinamentos e fora dele", diz a nota.
Renato emitiu nota por meio de sua assessoria e garantiu que está tomando todos os cuidados desde o começo da pandemia.
"Fiquei menos de uma hora na praia, dei um mergulho e dei dois chutes na bola. Isso é algum crime? Não estou em Porto Alegre porque não tenho função nesse momento", justificou na nota. "Não posso juntar os jogadores para fazer um treino. Além disso, teria custo para o Grêmio por causa do hotel. Mas é que comigo qualquer pingo vira uma tempestade".
Um dos médicos que assistem o treinador em Porto Alegre e fez os dois procedimentos, Leandro Zimmermann, diz que conversou, há cerca de um mês e meio, com médicos do time para avaliar "vantagens e desvantagens" de Renato voltar à Capital. Foi quando começaram os treinos físicos. "Minha combinação com o Renato é de que, quando ele voltar, a gente vai fazer uma revisão", explicou o cardiologista.
Segundo o médico, a arritmia é uma das patologias cardíacas que tem mais riscos para a Covid-19. "Naquele momento, como não iria ter nenhuma atuação dele em treinos. Lá (no Rio), pelo menos, ele fica no apartamento. Aqui moraria em um hotel e com mais circulação, pegando avião, indo ao CT", indica Zimmermann. "Ele não é uma pessoa de altíssimo risco, quando for necessário, virá." Depois disso, não teve mais contato com o assunto.
Em relação à imagem do técnico na praia, o médico disse que viu na imprensa. "Como médico peço para tomar o máximo cuidado possível. Não é brincadeira. O Renato é uma pessoa super correta e deve estar tomando os cuidados", observou. Quando Zimmermann conversou, por telefone, com o técnico há um mês e meio, o treinador disse que estava muito bem.     

Confira a nota do Grêmio sobre o Renato na praia:

O Grêmio FBPA desde o início da pandemia do Covid-19 vem orientando seus colaboradores sobre cuidados necessários para barrar eventual contágio, além de implementar rígidos protocolos médicos e sanitários, seguindo todas as determinações das autoridades municipal e governamental, para preservar a integridade física de atletas, integrantes da comissão técnica e funcionários em geral. 
Seguindo esta referência de procedimentos adotados pela instituição, o técnico Renato Portaluppi está sendo mantido, por recomendação médica, em isolamento social no Rio de Janeiro, onde reside. Neste sentido, mesmo não cabendo ao Clube responder por atividades de foro privado praticadas por seus profissionais, a instituição reitera que determinou a todos rigor e atenção à observância dos mesmos procedimentos sanitários estabelecidos para cumprimento no Centro de Treinamentos e fora dele."
O Grêmio não vai pedir para ele voltar sem que os médicos tenham dado orientação. Não tenho muito conhecimento. Como a situação foi esta. A condição para ele voltar e ter a autorização médica. Ele vai ter que circular para voltar para cá. Não sei se os médicos vão autorizar ele a fazer isso. Tem de esperar uma orientação médica.
Comentários