Porto Alegre, segunda-feira, 03 de maio de 2021.
Dia Mundial da Liberdade de Imprensa.
Porto Alegre,
segunda-feira, 03 de maio de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Saúde

- Publicada em 11h14min, 03/05/2021. Atualizada em 18h43min, 03/05/2021.

RS: Primeiro lote da vacina da Pfizer deve desembarcar na noite desta segunda

Na manhã desta segunda, chegaram mais 413.750 doses do imunizante de Oxford/AstraZeneca

Na manhã desta segunda, chegaram mais 413.750 doses do imunizante de Oxford/AstraZeneca


FELIPE DALLA VALLE/PALÁCIO PIRATINI/DIVULGAÇÃO/JC
Depois da expectativa frustrada de que o primeiro lote da vacina da Pfizer/Biontech chegaria em voo na manhã desta segunda-feira (3), a Secretaria Estadual da Saúde (SES) informou que a remessa deve desembarcar por volta das 20h desta segunda no Aeroporto Internacional Salgado Filho, em Porto Alegre. 
Depois da expectativa frustrada de que o primeiro lote da vacina da Pfizer/Biontech chegaria em voo na manhã desta segunda-feira (3), a Secretaria Estadual da Saúde (SES) informou que a remessa deve desembarcar por volta das 20h desta segunda no Aeroporto Internacional Salgado Filho, em Porto Alegre. 
A carga será trazida pela Latam, na aeronave do voo LA-4675, e a A Polícia Federal já está de prontidão no aeroporto para a chegada. Serão apenas 32.760 doses, que serão encaminhadas aos postos de saúde da Capital, para avanço da imunização do grupo das comorbidades.
A Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs) cedeu ultrafreezers com capacidade para conservar até 4 milhões de frascos para a prefeitura de Porto Alegre. As doses precisam ser mantidas a temperaturas entre -65ºC e -80ºC. Já os outros imunizantes, como a Coronavac e de Oxford, exigem condições entre 2ºC e 8ºC.
Carga de 1 milhão de doses chegou dia 29 abril ao Brasil. 
Pela manhã, mais 413.750 doses do imunizante de Oxford/AstraZeneca, produzido pela Fiocruz, foram recebidas e serão distribuídas ás localidades para ampliar a cobertura do grupo com comorbidades. 
No sábado (1º), o menor volume da Coronavac, com 22,8 mil doses, chegou ao Estado. A variedade já esgotou na rede, e a demanda que será atendida é de segunda dose. A SES está armazenando até ter quantidade maior para distribuir. A aguardada remessa terá 31.780 doses, suficiente para cobrir 97% do público que recebeu a primeira aplicação em 20 de março, e a previsão é liberá-la nesta terça-feira (4) aos municípios.
Na tarde desta segunda, a Comissão Intergestores Bipartite (CIB), que reúne representantes do Estado e dos municípios, definiu como se dará a destinação dos novos lotes de vacinas. Os imunizantes da Astrazeneca serão encaminhados à ampliação do atendimento ao grupo com comorbidades, as vacinas Coronavac serão totalmente utilizadas para completar a segunda dose dos gaúchos que fizeram a primeira aplicação há 28 dias ou mais - e serão distribuídas nesta terça-feira (4) às regiões -, e as doses do laboratório Pfizer, serão endereçadas à imunização de moradores de Porto Alegre.
Segundo o governo do Estado, o RS já recebeu doses suficientes para a primeira aplicação em 661.659 pessoas com comorbidades. As doses da Astrazeneca serão aplicadas na primeira dose do grupo das comorbidades da fase 2, que inclui gestantes e puérperas maiores de 18 anos, independentemente de condições pré-existentes; pessoas com comorbidades de 40 a 53 anos; e pessoas de 40 a 54 anos com deficiência permanente cadastradas no Benefício de Prestação Continuada (BPC).
Comentários CORRIGIR TEXTO
Conteúdo Publicitário