Porto Alegre, segunda-feira, 07 de outubro de 2019.
Dia do Compositor.

Jornal do Comércio

Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

COMENTAR | CORRIGIR

investimentos

Notícia da edição impressa de 07/10/2019. Alterada em 06/10 às 21h40min

Dall'Onder anuncia novo hotel em Bento Gonçalves

Unidade terá 312 quartos e um novo centro de convenções

Unidade terá 312 quartos e um novo centro de convenções


HOTEL DALLONDER/DIVULGAÇÃO/JC
Carlos Vilella, de Bento Gonçalves
A rede Dall'Onder vai investir R$ 100 milhões em um novo hotel em Bento Gonçalves. Em parceria com a Parisotto Empreendimentos, o Dall'Onder Planalto Hotel terá 312 quartos e deve ser inaugurado em 2023. Com isso, a rede chegará a cinco unidades na Serra.
Atualmente, são dois hotéis Dall'Onder em Bento Gonçalves, um em Caxias do Sul e outro em Garibaldi. O novo hotel terá uma área de 20 mil metros quadrados, 171 vagas de garagem, além de um centro de eventos com capacidade para 300 pessoas, restaurantes e áreas de lazer tanto para crianças quanto para idosos.
De acordo com o proprietário da Dall'Onder, Tarcísio Michelon, a expansão da rede para além da região da Serra não está nos planos. "Nós somos uma rede regional. Em todos os nossos hotéis vai ter sopa de cappelletti", brincou ele no evento de lançamento. "Como temos o componente cultural muito forte, acreditamos que não vamos fazer bem feito se não fizermos dentro da nossa cultura."
A operação, assim como ocorreu com o Dall'Onder Axten, em Caxias do Sul, e o Dall'Onder SKI, em Garibaldi, será no formato condo-hotel, em que os investidores locam o imóvel para a exploração hoteleira. Segundo Diego Parisotto, diretor da Parisotto Empreendimentos, o setor hoteleiro segue forte na Serra, guiado principalmente pelo turismo de lazer, seguido pelo de negócios. Por isso, o impacto da chegada de aplicativos como o Airbnb na região é baixo. "Não se sentiu muita diferença, porque veio mais para complementar do que para tirar mercado. Talvez por ser uma cidade relativamente pequena, não chega a ter um efeito de concorrência", informou ele.
Parisotto ressalta o formato de comercialização do empreendimento, que propõe uma diversificação de investimento, no qual os resultados do investidor não estão condicionados à ocupação, além de não terem custos como IPTU e condomínio. O contrato com a operadora hoteleira é de até 20 anos, com valor fixo de aluguel e correção pelo IGP-M desde a assinatura do contrato.
A expectativa de Parisotto é iniciar a obra nos próximos meses, gerando 500 vagas de trabalho nesta etapa, ajudando a alcançar o pleno emprego na cidade serrana. De acordo com o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico de Bento Gonçalves, Silvio Bertolini Pasin, o índice de desemprego é de 2,71% da população, considerado baixo para uma cidade com mais de 100 mil habitantes.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia

EXPEDIENTE