Porto Alegre, quarta-feira, 13 de janeiro de 2021.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quarta-feira, 13 de janeiro de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Energia

12/01/2021 - 11h14min. Alterada em 13/01 às 15h40min

Fepam emite licença para construção de nova linha de transmissão no Litoral Norte do RS

O documento autoriza investimento de R$ 320 milhões por parte da EDP Transmissão Litoral Sul

O documento autoriza investimento de R$ 320 milhões por parte da EDP Transmissão Litoral Sul


LEE CELANO/AFP/JC
A capacidade de distribuição de energia elétrica no Estado será ampliada. A Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam) emitiu Licença de Instalação (LI) para a EDP Transmissão Litoral Sul. O documento autoriza a construção de linha de transmissão (LT) no Litoral Norte – investimento de R$ 320 milhões por parte da empresa.
A LT terá 63 quilômetros de extensão, interligando as subestações coletoras Atlântida 2 e Torres 2. Com 104 postes e 120 torres metálicas, cruzará pelos municípios de Torres, Dom Pedro de Alcântara, Três Cachoeiras, Três Forquilhas, Terra de Areia, Capão da Canoa e Xangri-lá, distribuindo 230 kilovolts (kV) de tensão.
Pelo menos 200 empregos diretos devem ser abertos na fase de instalação, conforme a EDP. O gestor executivo de meio ambiente da empresa, Eduardo Santarelli, informa que a primeira parte das obras deve ser concluída em até 11 meses, fortalecendo todo o Estado, já que está conectado ao sistema interligado nacional
“As equipes da Sema (Secretaria do Meio Ambiente e Infraestutura) e da Fepam foram criteriosas tecnicamente e eficientes no andamento dos processos. Com a licença em mãos, vamos iniciar as obras imediatamente e garantir maior segurança energética a todos ao gaúchos, em diferentes cidades”, comenta Santarelli.
O tempo de análise da licença, emitida em 5 de janeiro, foi de 34 dias. Conforme a gerente regional da Fepam, Caroline Moura, responsável pelo processo, o trabalho foi realizado de forma conjunta e integrada com técnicos da Sema, garantindo mais eficiência. Caroline informa que, após as obras, a empresa encaminhará o pedido de Licença de Operação (LO), documento que dará autorização para o início das atividades.
“Trabalhamos com análise técnica minuciosa para garantir proteção ao meio ambiente e o desenvolvimento de empreendimentos como este, que são fonte de emprego, renda e qualidade de vida para os gaúchos”, destaca a presidente da Fepam, Marjorie Kauffmann.
Comentários CORRIGIR TEXTO

EXPEDIENTE

2021