Porto Alegre, segunda-feira, 12 de outubro de 2020.
Dia da Criança. Feriado - Nossa Senhora Aparecida. Feriado nos EUA: Columbus Day.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
segunda-feira, 12 de outubro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Serviços

- Publicada em 17h40min, 12/10/2020. Atualizada em 21h30min, 12/10/2020.

Inaugurado em 1976, bar Bambu's fecha as portas em Porto Alegre

Baixo movimento em função da Covid-19 e dificuldade de negociar aluguel decretaram fim do restaurante

Baixo movimento em função da Covid-19 e dificuldade de negociar aluguel decretaram fim do restaurante


BRUNA OLIVEIRA/ESPECIAL/JC
Patricia Knebel
A cerveja gelada e o clima familiar criado entre proprietários e clientes durante os 45 anos de existência do Bambu's agora são parte do passado. O tradicional bar e restaurante, casa de uma boemia porto-alegrense que unia os mais diferentes estilos e "tribos", fechou as portas na última sexta-feira (9). Localizado na Avenida Independência, em Porto Alegre, o único movimento no local, desde sábado (10), é o de recolhimento das coisas.
A cerveja gelada e o clima familiar criado entre proprietários e clientes durante os 45 anos de existência do Bambu's agora são parte do passado. O tradicional bar e restaurante, casa de uma boemia porto-alegrense que unia os mais diferentes estilos e "tribos", fechou as portas na última sexta-feira (9). Localizado na Avenida Independência, em Porto Alegre, o único movimento no local, desde sábado (10), é o de recolhimento das coisas.
“É como se tivessem nos tirado o chão. Ficamos sem o nosso negócio e sem renda, e não sei agora o que vamos fazer”, lamenta Sidnei Fiori, o Sid, como o proprietário é conhecido pelos frequentadores assíduos. Segundo ele, nos últimos dias, era comum ver os clientes chorando no local.
{'nm_midia_inter_thumb1':'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/jpg/imagens4/Thumbnail_128x128/F_0000835362.JPG', 'id_midia_tipo':'2', 'id_tetag_galer':'', 'id_midia':'F_0000835362.JPG', 'cd_midia':5835362, 'ds_midia_link': 'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/jpg/imagens4/F_0000835362.JPG', 'ds_midia': 'ENTREVISTA COM SID E ANA, DONOS DO BAMBUS, PARA O HISTÓRIAS DO VAREJO.    NA FOTO: ANA FIORI E SIDNEI ANTONIO FIORI BAR BAMBUS', 'ds_midia_credi': 'ANTONIO PAZ/ARQUIVO/JC', 'ds_midia_titlo': 'ENTREVISTA COM SID E ANA, DONOS DO BAMBUS, PARA O HISTÓRIAS DO VAREJO.    NA FOTO: ANA FIORI E SIDNEI ANTONIO FIORI BAR BAMBUS', 'cd_tetag': '1', 'cd_midia_w': '800', 'cd_midia_h': '533', 'align': 'Left'}
Sid e a esposa Ana Fiori comandavam o tradicional Bambu's, símbolo da boemia porto-alegrense. Foto Antonio Paz/Arquivo/JC
A redução dos clientes em função da pandemia da Covid-19 e a dificuldade de negociar o preço do aluguel com o proprietário da área fizeram com que a família tivesse que tomar essa decisão. Não está descartada a possibilidade de, com o tempo, se fazer uma tentativa de reabrir em outro endereço. Mas, por enquanto, Fiori não vê muitas chances disso acontecer.
Fundado em 1976 por Onorino Fiori, pai de Sid, o bar foi criado para suprir uma demanda dos moradores do bairro, com poucas opções de lugares que servissem comida boa e barata. Porém, ao assumir a direção, Sid resolveu mudar o horário de funcionamento, passando a abrir no final da tarde, sem hora para fechar. Logo, o bar ainda assumiu o posto de lar de inúmeras bandas importantes, principalmente de rock’n roll, como Cachorro Grande, Pata de Elefante e Bidê ou Balde. 
Sid estava à frente da administração do Bambu's há pelo menos 20 anos. Nos tempos áureos, o local chegou a ter cerca de dez funcionários e receber de 200 a 300 pessoas por noite. 
Mas, o clima dos últimos tempos em nada lembrava o passado. O local precisou ficar fechado três meses em função da pandemia, e as tentativas de retomada não foram bem-sucedidas. “Tentamos reabrir, mas no que começava a juntar algumas pessoas, os vizinhos denunciavam e acabávamos tendo que fechar”, conta Fiori.
A notícia acompanha outros anúncios recentes de encerramento das atividades de tradicionais pontos de Porto Alegre: o restaurante Muralha da China, que fechou as portas depois de mais de 40 anos de funcionamento, o Hotel Everest, um dos mais tradicionais de Porto Alegre, além de outro dos ícones da boemia porto-alegrense, o Bar Van Gogh, na Cidade Baixa, que foi colocado à venda.
Comentários CORRIGIR TEXTO