Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 03 de maio de 2018.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR
Roberto Brenol Andrade

Frases e Personagens

Notícia da edição impressa de 04/05/2018. Alterada em 03/05 às 21h12min

Frases e personagens

Tiago Simon

Tiago Simon


MARCELO G. RIBEIRO/JC
"O Brasil possui duas Justiças: a Justiça de Moro, que é célere e que levou à cadeia políticos de todos os partidos; e a Justiça morosa, que é responsável pela impunidade e pela corrução que assolam o País. Por isso, se impunham mudanças no foro privilegiado." Tiago Simon (PMDB), deputado estadual.
"Sou um mau profeta, mas a redução do foro privilegiado para deputados federais e senadores vai dar muito errado. Estamos fazendo uma grande bagunça. Aquilo que estamos estabelecendo para os políticos estamos estabelecendo em linha geral para todos os ocupantes." Gilmar Mendes, ministro do Supremo, condenando a decisão do STF.
"Aqui não é um jogo de esperteza, é um jogo de sinceridade na interpretação da Constituição Federal. Se isso vale para deputado, valerá para comandante do Exército, por que não? O entendimento a ser firmado para os parlamentares federais deverá ser estendido para outras autoridades da República." Também Gilmar Mendes.
"Livre ou preso, Lula da Silva (PT) será eleito presidente do Brasil. Mas temo pela vida de Lula, pois não deixaram que Adolfo Pérez Esquivel, Prêmio Nobel da Paz em 1980, nem um médico, o visitassem." Dilma Rousseff (PT), na Feira do Livro de Buenos Aires.
"O Brasil está sendo mais duro com Lula do que foi na ditadura, porque o temem. Lula representa a arma que temos para lutar contra o enquadramento do Brasil em um neoliberalismo brutal." Também Dilma Rousseff.
"Donald Trump é um bom jogador ao dar cartas que, por vezes, confundem o adversário. Ele joga duro em um primeiro momento e, depois, cede." Carlo Barbieri, dono da consultoria Oxford, especializada em negócios, de Miami.
"Um dos problemas do Brasil é a questão tributária. A política tributária no País é um manicômio, onde os pobres pagam mais do que os ricos." Paulo Rabello de Castro, ex-presidente do Bndes, pré-candidato à presidência pelo PSC.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia