Porto Alegre, quinta-feira, 19 de abril de 2018.

Jornal do Comércio

Galeria de imagens

STF decide transformar senador Aécio Neves em réu na Lava Jato

A Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) aceitou nesta terça-feira (17) a denúncia da Procuradoria-Geral da República (PGR) contra o senador Aécio Neves (PSDB-MG) pelos crimes de corrupção passiva e obstrução da Justiça com base na delação premiada do Grupo J&F. Aécio, ex-presidente nacional do PSDB, se tornou réu pela primeira vez no Supremo por causa do episódio em que foi gravado pedindo R$ 2 milhões a Joesley Batista, da JBS. O tucano também é acusado de tentar atrapalhar as investigações da Operação Lava Jato. Em sua defesa, Aécio declarou que o valor repassado por Joesley Batista era um empréstimo para pagar seus advogados. Os valores foram entregues ao senador dentro de uma mala pelo seu primo, Mendherson Lima. De acordo com o advogado do senador mineiro, a ideia de transferir o dinheiro em uma mala e não pelo banco, foi do empresário.
 

FOTO NELSON JR./STF/DIVULGAÇÃO/JC
18/04/2018 - 20h40min