Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 29 de abril de 2018.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Campeonato Brasileiro

Notícia da edição impressa de 30/04/2018. Alterada em 29/04 às 21h12min

Derrota no Rio antes do Cerro Porteño na Arena

Pensando na partida desta terça-feira, em casa, diante dos paraguaios do Cerro Porteño, o Grêmio mandou uma equipe reserva para enfrentar o Botafogo, sábado, no Rio de Janeiro. O resultado foi a primeira derrota tricolor no Brasileirão. Nem a presença de Luan ajudou o time de Renato Portaluppi. O Fogão acabou vencendo por 2 a 1, com um gol nos acréscimos.
Pela Libertadores, os gaúchos terão força máxima na partida marcada para às 19h15min, já que um triunfo sobre os paraguaios leva à liderança do Grupo 1. Até mesmo Luan, que pediu para o treinador para enfrentar o Botafogo, estará em campo. Com isso, o Tricolor deve ter Marcelo Grohe; Léo Moura (Madson), Geromel, Kannemann e Cortez; Maicon, Arthur, Ramiro, Luan e Everton; Jael.
No sábado, mesmo com o pouco ou quase nenhum entrosamento, o Grêmio poderia ter voltado para Porto Alegre com um ponto. Foi uma partida bem movimentada no Engenhão, que teve os donos da casa saindo na frente no marcador. Aos 35 minutos, o atacante Brenner recebeu passe de Marcinho, passou por Madson, e finalizou rasteiro para fazer o 1 a 0. A alegria carioca durou apenas dois minutos. Após escanteio, Michel cabeceou firme para empatar.
Na etapa final, a emoção ficou para os últimos minutos, quando as duas equipes buscaram o ataque. Aos 46, a defesa tricolor afastou cobrança de escanteio e Gilson acertou um chute de longa distância no ângulo, dando números finais ao duelo.

Inter empilha chances, mas fica no 0 a 0 com o Cruzeiro

Se tem uma coisa que não existe no futebol é justiça. O Inter foi superior, desperdiçou diversas chances e ficou no empate sem gols com a equipe reserva do Cruzeiro, neste domingo, no Beira-Rio. O resultado não seria de todo mal tendo em vista o poderio do adversário, mas o uso de suplentes obrigaria o Colorado a somar três pontos no Campeonato Brasileiro. O próximo desafio da equipe de Odair Hellmann será no domingo que vem, no Rio de Janeiro, contra o Flamengo.
Superior, com mais posse de bola e controle do jogo, os comandados de Hellmann não conseguiram transformar as situações criadas em gol. A grande oportunidade saiu após um erro da zaga mineira. Aos 15 minutos, Bruno Silva recuou a bola e o goleiro Rafael pegou com as mãos. Tiro livre indireto marcado pelo árbitro. Na cobrança, D'Alessandro rolou para Fabiano soltar a bomba, mas a conclusão passou raspando o poste direito.
Sem ser assustado pela Raposa, o Inter se manteve no campo de ataque - foram 59% de posse de bola na primeira etapa. Aos 19, Fabiano fez bom cruzamento da direita, na cabeça de William Pottker, mas o atacante, desequilibrado, mandou para fora.
O Colorado voltou em alto giro para o segundo tempo. Aos três minutos, D'Ale foi ao fundo e cruzou, Patrick tentou de calcanhar, mas Rafael, atento, fez a defesa. Aos 10, Pottker tocou para Patrick. Ele se livrou da marcação, e chutou forte. Rafael, mais uma vez, salvou os mineiros.
Aos 23, Sóbis se antecipou à zaga, mas cabeceou para fora. Depois desse lance, só deu Inter. Aos 26, D'Ale avançou pela direita e arriscou. Rafael, nome do jogo, espalmou. Na sequência, Lucca se livrou da marcação e chutou colocado, mas a bola explodiu no travessão. Aos 30, o estreante da noite pegou o rebote e bateu no cantinho para Rafael saltar e salvar o Cruzeiro. Sem conseguir romper a retranca da Raposa, o empate ficou com um gosto amargo para os donos da casa.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia