Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 29 de abril de 2018.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

campeonato brasileiro

Alterada em 29/04 às 21h09min

Inter pressiona no 2º tempo, mas fica no empate sem gols com reservas do Cruzeiro

Time colorado desperdiçou a oportunidade de ir para as primeiras posições

Time colorado desperdiçou a oportunidade de ir para as primeiras posições


RICARDO DUARTE/SC Internacional/Divulgação/JC
O Internacional pressionou os reservas do Cruzeiro, especialmente no segundo tempo, mas não conseguiu balançar a rede do adversário e as equipes ficaram no 0 a 0 neste domingo (29), no estádio Beira-Rio, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro.
O time colorado desperdiçou a oportunidade de ir para as primeiras posições e agora aparece em nono lugar, com quatro pontos - o Flamengo é o novo líder com sete. A equipe mineira somou o primeiro ponto na competição e ocupa o 18º lugar.
O Cruzeiro, no entanto, está priorizando a Libertadores. Neste domingo, entrou em campo sem nenhum atleta que começou a partida contra a Universidad de Chile, a goleada por 7 a 0, na última quinta-feira, pela Libertadores. Isso porque o time mineiro tem novo duelo decisivo pela competição continental. Na quarta-feira, visitará o Vasco pela penúltima rodada do Grupo E.
O Internacional, que já foi eliminado da Copa do Brasil, tem como única preocupação na temporada o Campeonato Brasileiro. E no duelo do Beira-Rio, a equipe fez uma boa partida, melhorou no segundo tempo com a estreia de Lucca, mas parou no goleiro Rafael, que fez grandes defesas e segurou o time da casa.
O JOGO - As equipes fizeram um primeiro tempo fraco tecnicamente e com poucas chances de gol. O Internacional tomou a iniciativa e teve a melhor chance aos 15 minutos, quando a zaga do Cruzeiro vacilou. Bruno Silva recuou para Rafael e o árbitro assinalou infração em dois lances dentro da área. D'Alessandro rolou para Fabiano, que chutou com perigo para fora.
Na etapa final, o time colorado foi bastante superior. Pressionou desde o início e melhorou especialmente com a entrada de Lucca, ex-Corinthians, na vaga de Leandro Damião. Logo em seu primeiro lance, o jogador que fazia sua estreia pelo time colorado mandou uma bomba e acertou o travessão de Rafael.
Na sequência, ele dominou na entrada da área e chutou para grande defesa de Rafael. O Cruzeiro se defendia e tentava surpreender no contra-ataque. Em uma das raras arrancadas, Raniel avançou pela esquerda, mas demorou para chutar e foi travado pelo zagueiro. Na sequência, Rafael ainda pegou uma cabeçada à queima-roupa de William Pottker e uma cobrança de falta de Lucca.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia